Navegação Periódicos - Artigos por Autores IPEN "TAKIISHI, HIDETOSHI"

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 24868

    ENGERROFF, JULIANO A.B.; KELLER, FREDERICO O.; LOPES, LEONARDO U. ; MASCHERONI, ARTHUR A.; TAKIISHI, HIDETOSHI ; WENDHAUSEN, PAULO A.P.. d-HDDR processing of Nd-Fe-B based alloys to obtain highly anisotropic nanocrystalline powders. Materials Science Forum, v. 899, p. 563-566, 2017. DOI: 10.4028/www.scientific.net/MSF.899.563

    Abstract: The HDDR (hydrogenation-disproportionation-desorption-recombination) process is an established powder metallurgy route to obtain Nd–Fe–B nanocrystalline powders for bonded magnets manufacturing. Therefore, both conventional (c-HDDR) and dynamic HDDR (d-HDDR) processes has been investigated to obtain Nd-Fe-B-based powders with different characteristics. Magnetic properties were measured by means of a hysteresisgraph and the powder obtained by d- HDDR showed strong anisotropy, allowing a Br of 1.1 T in the bonded magnet, whereas c-HDDR powder was isotropic with a Br of 0.6 T. Microstructural changes were characterized by X-ray diffraction (DRX) and scanning electron microscopy (SEM). X-ray patters of anisotropic powders made by d-HDDR showed high intensity reflection peaks indexed as (004), (105) and (006) planes in the aligning direction, due the texture inducement in c-axis of the main phase (Nd2Fe14B). However, SEM micrographs of c-HDDR powder showed a more homogeneous microstructure, with grain size of ~300 nm, when compared to d-HDDR powder that ranged from 300 nm to 500 nm. This difference is assumed to be the cause of lower intrinsic coercivity found in the c-HDDR powder.

    Palavras-Chave: hydrogenation; desorption; recombination; anisotropy; magnets; neodymium alloys; iron alloys; boron alloys

  • IPEN-DOC 25142

    SOARES, EDSON P. ; CASINI, JULIO C.S.; VIEIRA, LIGIA S.; SILVA, FRANKS M.; FARIA, RUBENS N. de ; TAKIISHI, HIDETOSHI . Effect of hydrogen decrepitation pressure on the particle size of rare earth based alloys for Ni-MH battery production. Materials Science Forum, v. 930, p. 637-642, 2018. DOI: 10.4028/www.scientific.net/MSF.930.637

    Abstract: This paper presents the results obtained from the hydrogenation and decrepitation of three LaNi-based alloys, La0.7Mg0.3Al0.3Mn0.4Co0.5Ni3.8, La0.7Mg0.3Al0.3Mn0.4Cu0.5Ni3.8 and La0.7Mg0.3Al0.3Mn0.4Sn0.5Ni3.8, in the as-cast condition. The procedure for decrepitating the alloys to be used in the negative electrode of the batteries was carried out using a combination of various hydrogen pressures (2-9 bar) at room temperature. At 2 bar of H2 it was revealed that Co, Cu and Sn have influence on the microstructures of the hydrogenated alloys and on the efficiency of hydrogen decrepitation. None of these alloys required thermal heating to activate and start the hydrogen absorption process. The decrepitated materials were characterized by scanning electron microscopy (SEM). The electrochemical measurements were performed using the tested negative electrode between two Ni(OH)2 electrodes as a battery cell.

    Palavras-Chave: hydrogenation; rare earths; transition elements; alloys; electric batteries; hydrogen; lanthanum alloys; nickel alloys; microanalysis

  • IPEN-DOC 16543

    DUVAIZEM, JOSE H.; GALDINO, GABRIEL S.; BRESSIANI, ANA H. ; FARIA JUNIOR, RUBENS N. de ; TAKIISHI, HIDETOSHI . Effect of hydrogenation pressure on microstructure and mechanical properties of Ti-13Nb-13Zr alloy produced by powder metallurgy. Materials Science Forum, v. 660-661, p. 176-181, 2010.

    Palavras-Chave: titanium alloys; niobium alloys; zirconium alloys; hydrogenation; microstructure; mechanical properties; powder metallurgy; scanning electron microscopy

  • IPEN-DOC 24308

    CASINI, JULIO C.S. ; SAEKI, MARGARIDA J.; GUO, ZAIPING; LIU, HUA K.; FARIA, RUBENS N. de ; TAKIISHI, HIDETOSHI . Effect of Sn and Cu on corrosion resistance of LaMgAlMnCoNi type alloys. Materials Science Forum, v. 899, p. 353-357, 2017. DOI: 10.4028/www.scientific.net/MSF.899.353

    Abstract: This paper reports the results of investigation carried out to evaluate the corrosion resistance of tin and copper in as-cast alloys represented by two sequential series, first: La0.7Mg0.3Al0.3Mn0.4Co0.5-xSnxNi3.8 (x = 0.0, 0.1, 0.2, 0.3 and 0.5) and second: La0.7Mg0.3Al0.3Mn0.4Sn0.5-yCuyNi3.8 (y = 0.0, 0.1, 0.2, 0.3 and 0.5). Electrochemical methods, specifically, polarization curves have been employed in this study. Copper substitution yielded good overall performance of the alloys.

    Palavras-Chave: electrochemistry; nickel base alloys; corrosion resistance; tin; copper; aluminium base alloys; cobalt base alloys; lanthanum base alloys; magnesium base alloys; manganese base alloys

  • IPEN-DOC 20829

    CASINI, JULIO C.S. ; GUO, ZAIPING; LIU, HUA K.; FERREIRA, ELINER A. ; FARIA, RUBENS N. ; TAKIISHI, HIDETOSHI . Effect of Sn substitution for Co on microstructure and electrochemical performance of ABsub(5) type Lasub(0.7)Mgsub(0.3)Mnsub(0.4)Cosub(0.5)-sub(x)Snsub(3.8)(x=0-0.5) alloys. Transactions of Nonferrous Metals Society of China, v. 25, n. 2, p. 520-526, 2015.

    Palavras-Chave: microstructure; electrochemistry; lanthanum alloys; magnesium alloys; cobalt alloys; tin alloys; hydrogen storage; electrodes; electric batteries; scanning electron microscopy; electric discharges

  • IPEN-DOC 21256

    CASINI, JULIO C.S. ; GUO, ZAIPING; LIU, HUA K.; FARIA, RUBENS N. ; TAKIISHI, HIDETOSHI . Effects of Cu substitution for Sn on the electrochemical performance of Lasub(0.7)Mgsub(0.3)Mnsub(0.4)Snsub(0.5-x)Cusub(x)Nisub(3.8)(x=0-05) alloys for Ni-MH batteries. Batteries, v. 1, p. 3-10, 2015.

    Palavras-Chave: electrochemistry; hydrogen storage; rare earth alloys; nickel; hydrides; electrochemical cells; tin; copper; nickel-hydrogen batteries

  • IPEN-DOC 22804

    CASINI, JULIO C.S.; SILVA, FRANKS M.; GUO, ZAI-PING; LIU, HUA K.; FARIA, RUBENS N. ; TAKIISHI, HIDETOSHI . Effects of substituting Cu for Sn on the microstructure and hydrogen absorption properties of Co-free AB5 alloys. International Journal of Hydrogen Energy, v. 41, p. 17022-17028, 2016. DOI: 10.1016/j.ijhydene.2016.07.107

    Abstract: The effects of substituting Cu for Sn on the microstructure, hydrogen storage capacity of La0.7Mg0.3Al0.3Mn0.4Sn0.5 xCuxNi3.8 alloys (where X ¼ 0.0, 0.1, 0.2, 0.3, and 0.5) alloys were investigated with X-ray diffraction (XRD), scanning electron microscopy (SEM), energy dispersive X-ray spectroscopy (EDS), and pressure-composition isotherms (PCIs). The alloys were mainly composed of three phases: LaNi5, MgNi2, and LaNiSn. However, the La0.7Mg0.3Al0.3Mn0.4Cu0.5Ni3.8 alloy (X ¼ 0.5) exhibited a (La, Mg)Ni3 phase when studied with SEM. The PCI tests showed that increasing the Cu content increases the maximum hydrogen storage capacity.

    Palavras-Chave: copper; tin; microstructure; hydrogen; absorption; cobalt; alloys; nickel; rare earths; x-ray diffraction; scanning electron microscopy; x-ray spectroscopy; isotherms

  • IPEN-DOC 16541

    CASINI, JULIO C.S.; ZARPELON, LIA M.C. ; FERREIRA, ELINER A.; TAKIISHI, HIDETOSHI ; FARIA JUNIOR, RUBENS N. de . Hydrogenation and discharge capacity of a Lasub(0.7)Mgsub(0.3)Alsub(0.3)Mnsub(0.4)Cosub(0.5)Nisub(3.8) alloy for nickel-metal hydride batteries. Materials Science Forum, v. 660-661, p. 128-132, 2010.

    Palavras-Chave: nickel; metals; nickel hydrides; electric batteries; lanthanum alloys; magnesium alloys; aluminium alloys; manganese alloys; cobalt alloys; nickel alloys; hydrogen storage; x-ray diffraction; scanning electron microscopy

  • IPEN-DOC 12322

    GALEGO, EGUIBERTO ; TAKIISHI, HIDETOSHI ; FARIA JUNIOR, RUBENS N. de . Magnetic properties of Pr-Fe-Co-B bonded HDDR magnets with alloying additions. Materials Research, v. 10, n. 3, p. 273-277, 2007.

    Palavras-Chave: magnetic materials; praseodymium base alloys; hybridization; magnetic properties; hydrogenation; oxidation; reduction; desorption; recombination; permanent magnets

  • IPEN-DOC 14029

    ZARPELON, LIA M.C. ; GALEGO, EGUIBERTO ; TAKIISHI, HIDETOSHI ; FARIA, RUBENS N. . Microstructure and composition of rare earth-transition metal-aluminium-magnetism alloys. Materials Research, v. 11, n. 1, p. 17-21, 2008.

    Palavras-Chave: rare earths; transition elements; microstructure; microanalysis; aluminium alloys; magnesium alloys; x-ray diffraction

  • IPEN-DOC 18831

    LOPES, LEONARDO U.; CARVALHO, MATHEUS A.; CHAVES, RAFAEL S.; TREVISAN, MARCEL P.; VENDHAUSEN, PAULO A.P.; TAKIISHI, HIDETOSHI . Study of carbon influence on magnetic properties of metal injection molding Nd-Fe-B based magnets. Materials Science Forum, v. 727-728, p. 124-129, 2012.

    Palavras-Chave: magnets; neodymium; boron; molding; carbon; residues

  • IPEN-DOC 23511

    TAKIISHI, HIDETOSHI ; GENOVA, LUIS A. ; CAVALHEIRA, ELTON D. ; COTRIM, MARYCEL B. ; SANTOS, WILSON ; LAINETTI, PAULO E.O. . Use of dopants for thoria sintering temperature reduction-characterization of THO2. Journal of Energy and Power Engineering, v. 10, n. 12, p. 740-745, 2016. DOI: 10.17265/1934-8975/2016.12.004

    Abstract: Thorium is nearly three times more abundant than uranium in the Earth’s crust. Some papers evaluate the thorium resources in Brazil over 1,200,000 metric t. These figures mean that the country is probably the biggest thorium resource in the world, with only part of the territory prospected. Nevertheless, Brazil has not a research program for use of thorium in nuclear reactors, even having dedicated special attention to the subject in the beginning of its nuclear activities, in the fifties and sixties. From 1985 until 2003 IPEN operated a pilot plant for thorium nitrate production and purification, used by Brazilian industry for production of gas mantles. This facility produced over 170 metric t of thorium nitrate. Despite the non-nuclear application, the pilot plant was unique in the southern hemisphere. On the other hand, Brazil has the biggest world niobium resources. The Brazilian thorium and niobium resources added to the predictable future importance of alternative fissile materials have motivated this research, since uranium is a finite resource if used in the present thermal nuclear reactors. Besides this, thorium oxide is an important nuclear reactor material. It is a refractory oxide and its ceramic fabrication process involves a very high temperature sintering treatment considering that thoria melting point is very high (3,650 K). Cations of elements of the group VB (V, Nb and Ta) have a known effect in the reduction of thoria sintering temperature. IPEN has initiated an investigation about the use of niobium as a dopant for thoria sintering temperature reduction. The thoria used in the research was produced in the IPEN’s pilot plant and different amounts of niobium oxide (Nb2O5) will be added to thoria by different routes. The powders will be compressed and the compacted pellets will be sintered at different temperatures. The influence of the different parameters in the density of sintered pellets is being investigated. This paper presents the chemical and physical characterization for the thoria used in the investigation.

    Palavras-Chave: chemical analysis; density; historical aspects; niobium oxides; nuclear fuels; pellets; reduction; sintering; temperature range 0400-1000 k; thorium; brazilian cnen

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.

O Repositório Digital do IPEN é um equipamento institucional de acesso aberto, criado com o objetivo de reunir, preservar, disponibilizar e conferir maior visibilidade à Produção Científica publicada pelo Instituto, desde sua criação em 1956.

Operando, inicialmente como uma base de dados referencial o Repositório foi disponibilizado na atual plataforma, em junho de 2015. No Repositório está disponível o acesso ao conteúdo digital de artigos de periódicos, eventos, nacionais e internacionais, livros, capítulos, dissertações, teses e relatórios técnicos.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.