Navegação por assunto "ozone"

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 22038

    VAZ, FILIPE F. da C. ; GATTI, LUCIANA V. . Análise da concentração de ozônio oriunda do oceano Atlântico Sul. In: PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 12.; PROGRAMA DE BOLSAS E INICIAÇÃO CIENTÍFICA CNEN, 3., 9-10 de novembro, 2006, São Paulo, SP. Resumo expandido... 2006. p. 123-124.

    Palavras-Chave: abundance; ozone; brazil; wind; atlantic ocean

  • IPEN-DOC 22096

    ALVIM, DEBORA S. ; GATTI, LUCIANA V. . Avaliação dos principais compostos orgânicos voláteis precursores de ozônio na cidade de São Paulo. In: PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 13.; PROGRAMA DE BOLSAS E INICIAÇÃO CIENTÍFICA CNEN, 4., 29-30 de agosto, 2007, São Paulo, SP. Resumo expandido... 2007.

    Palavras-Chave: organic compounds; volatile matter; ozone; brazil; chemical analysis; qualitative chemical analysis; quantitative chemical analysis; atmospheric chemistry; earth atmosphere; environment; gas chromatography; mass spectroscopy

  • IPEN-DOC 20248

    ALVIM, DEBORA S. ; GATTI, LUCIANA V. ; CORREA, SERGIO M.; PRETTO, ANGELICA ; ROSSATTI, CARLOS de S.; ORLANDO, JOAO P. . Compostos orgânicos voláteis principais precursores de ozônio na cidade de São Paulo. Ciência e Natura, Santa Maria, v. 36, Ed. Especial II, p. 434-444, 2014.

    Palavras-Chave: brazil; organic compounds; volatile matter; ozone; air pollution

  • IPEN-DOC 21875

    SOUZA, CARLOS E.R. de ; GATTI, LUCIANA V. . Compostos orgânicos voláteis: principais precursores de ozônio na cidade de São Paulo. In: PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 19.; PROGRAMA DE BOLSAS E INICIAÇÃO CIENTÍFICA CNEN, 10.; PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO, 3., 23-24 de outubro, 2013, São Paulo, SP. Resumo expandido... 2013.

    Palavras-Chave: volatile matter; organic compounds; precursor; ozone; earth atmosphere; hydrocarbons; aldehydes; ethanol; acetone; acrolein

  • IPEN-DOC 18975

    ALVIM, DEBORA S.; GATTI, LUCIANA V. ; SOUZA, CARLOS E.R. de; ORLANDO, JOAO P.; CORREIA, CAIO S.C.. Compostos orgânicos voláteis: Principais precursores de ozônio na Região Metropolitana de São Paulo. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE METEOROLOGIA, 17., 23-28 de setembro, 2012, Gramado, RS. Anais... 2012.

    Palavras-Chave: brazil; ozone; precursor; atmospheric chemistry; air pollution; urban areas; computerized simulation

  • IPEN-DOC 27555

    ALVIM, DEBORA S.; GATTI, LUCIANA V.; CORREA, SERGIO M.; CHIQUETTO, JULIO B. ; PENDHARKAR, JAYANT; PRETTO, ANGELICA; SANTOS, GUACIARA M.; ROSSATI, CARLOS de S.; HERDIES, DIRCEU L.; FIGUEROA, SILVIO N.; NOBRE, PAULO. Concentrations of Volatile Organic Compounds in the megacity of São Paulo in 2006 and 2011/2012: a comparative study / Concentrações de Compostos Orgânicos Voláteis na megacidade de São Paulo em 2006 e 2011/2012 – um estudo comparativo. Anuário do Instituto de Geociências - UFRJ, v. 43, n. 4, p. 263-282, 2020. DOI: 10.11137/2020_4_263_282

    Abstract: The focus of this study was to measure the Volatile Organic Compounds (VOCs) concentrations in the megacity – São Paulo Metropolitan Area (SPMA). The measurements analyzed in this study included 78 hydrocarbon (HC) samples collected during 2006, and 66 samples of HC, 62 of aldehydes and 42 of ethanol collected during 2011-2012. The observational results showed that the consumption of ethanol, gasoline and diesel from 2006 to 2012 increased by 64 %, 23 % and 25 %, respectively, with substantial changes in the atmospheric composition. The 10 most abundant VOCs in the atmosphere found during 2011/2012 at CETESB IPEN/ USP air quality monitoring station were ethanol, acetaldehyde, formaldehyde, acetone, propane, ethene, ethane, butane, 1-ethyl-4- methyl benzene, and 1,2,4-trimethyl benzene. During the 2006 campaign, alkanes represented 54.8 % of the total HC concentration, alkenes 29.2 %, aromatics 13.6 %, and alkadienes 2.4 %. On the other hand, during the 2011-2012 campaign, aldehydes represented 35.3 % of the VOCs, ethanol 22.6 %, aromatics 15.5 %, alkanes 13.5 %, acetone 6.8 %, alkenes 6.0 %, and alkadienes with less than 0.1 %. An increase in VOCs concentrations in the SPMA atmosphere from 2006 to 2012, such as aldehydes and aromatics (which are important ozone precursors) was measured.

    Palavras-Chave: organic compounds; volatility; air pollution; ozone; air quality; urban areas; ethanol; carbon; emission; environment

  • IPEN-DOC 11016

    LAINETTI, P.E.O. ; ABRAO, A. ; DUARTE, C.L. . Decomposicao termica de diclorodifluor-metano por meio de oxidacao submersa em sais funcidos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIENCIA E TECNOLOGIA EM RESIDUOS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTAVEL, 17-20 out, 2004, Costao do Santinho, SC. Anais... 2004.

    Palavras-Chave: decomposition; waste disposal; oxidation; molten salts; ozone; pyrolysis

  • IPEN-DOC 22261

    DOMINGUES, LUCAS G. ; GATTI, LUCIANA V. . Determinação da emissão veicular de compostos orgânicos voláteis através de medições em túneis. In: PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 14.; PROGRAMA DE BOLSAS E INICIAÇÃO CIENTÍFICA CNEN, 5., 5-6 de novembro, 2008, São Paulo, SP. Resumo expandido... 2008. p. 173-174.

    Palavras-Chave: vehicles; volatile matter; organic compounds; ozone; air pollution; tunnels; carbon monoxide

  • IPEN-DOC 25054

    ALVIM, DEBORA S. ; GATTI, LUCIANA V. ; CORREA, SERGIO M.; CHIQUETTO, JULIO B.; SANTOS, GUACIARA M.; ROSSATTI, CARLOS de S. ; PRETTO, ANGELICA ; ROZANTE, JOSE R.; FIGUEROA, SILVIO N.; PENDHARKAR, JAYANT; NOBRE, PAULO. Determining VOCs reactivity for ozone forming potential in the megacity of São Paulo. Aerosol and Air Quality Research, v. 18, n. 9, p. 2460-2474, 2018. DOI: 10.4209/aaqr.2017.10.0361

    Abstract: High ozone (O-3) concentrations are a major concern about air quality in the Sao Paulo Metropolitan Area (SPMA). During 2016, the 8-hour state standard of 140 mu g m(-3) was exceeded on 32 days, whereas the 1-hour national standard of 160 mu g m(-3) was exceeded on 76 days. Exposure to such unhealthy O-3 levels and other pollutants can lead to respiratory disease. The focus of this study is to determine the main O-3 precursor in terms of the volatile organic compounds (VOCs) in order to provide a scientific basis for controlling this pollutant. In this work, 66 samples of hydrocarbons, 62 of aldehydes and 42 of ethanol were taken during the period from September 2011 to August 2012 from 7:00 to 9:00 a.m. The OZIPR trajectory model and SAPRC atmospheric chemical mechanism were used to determine the major O-3 precursors. During the studied period, aldehydes represented 35.3% of the VOCs, followed by ethanol (22.6%), aromatic compounds (15.7%), alkanes (13.5%), ketones (6.8%), alkenes (6.0%) and alkadienes (less than 0.1%). Considering the concentration of VOCs and their typical reactivity, the simulation results showed that acetaldehyde contributed 61.2% of the O-3 formation. The total aldehydes contributed 74%, followed by aromatics (14.5%), alkenes (10.2%), alkanes (1.3%) and alkadienes (e.g., isoprene; 0.03%). Simulation results for the SPMA showed that the most effective alternative for limiting the O-3 levels was reducing the VOC emissions, mainly the aldehydes.

    Palavras-Chave: ozone; air quality; organic compounds; urban areas; air pollution; troposphere; carbon monoxide

  • IPEN-DOC 25512

    GOMES, A.A. ; BUSTILLOS, J.O.W.V. ; VIANNA JUNIOR, A.S.; LANDULFO, E. ; ROSSI, W. de . Development of a microfluidic circuit "microreactor" to atmospheric analyses. In: WORKSHOP LIDAR MEASUREMENTS IN LATIN AMERICA, 10th, November 19-23, 2018, Medellín, Colombia. Abstract... 2018.

    Palavras-Chave: air pollution; atmospheric chemistry; troposphere; ozone; temperature control; measuring instruments; microstructure

  • IPEN-DOC 27364

    PCHEPIORKA, ROBSON; MOREIRA, MARIA S.; LASCANE, NELISE A. da S.; CATALANI, LUIZ H.; ALLEGRINI JUNIOR, SERGIO; LIMA, NELSON B. de ; GONÇALVES, FLAVIA. Effect of ozone therapy on wound healing in the buccal mucosa of rats. Archives of Oral Biology, v. 119, p. 1-7, 2020. DOI: 10.1016/j.archoralbio.2020.104889

    Abstract: Objective: The objective of this study was to evaluate the effects of ozone therapy on wound healing formed experimentally in the oral cavity of rats. Design: Two surgical wounds were generated on the cheeks of 24 Wistar rats, bilaterally. Half of the animals were submitted to ozone therapy on both wounds (experimental group) and the other half received no treatment (control group). In the experimental group, wounds were exposed to ozone gas 1, 2 or 3 (60 μg/mL) times. Evaluation of wound healing of the buccal mucosa was followed for 1, 3 and 7 days. The distribution of neutrophils, fibroplasia and angiogenesis were analyzed. Samples were classified in a healing numerical scale according to the inflammatory intensity. Data were submitted to Mann-Whitney and Kruskal-Wallis tests (α = 0.05). Results: On day 1, wounds were similar in both groups, lesions were open and bloody with slightly minor bleeding in the ozone therapy group. On day 3, the group with ozone therapy was almost all refurbished and with higher angiogenesis, while the control group still had more bloody points and lower blood vessels. On day 7, both wounds were remodeled, with higher fibroplasia in the group that received ozone therapy. Conclusion: It can be concluded that ozone therapy was effective in improving angiogenesis and fibroblasts count in the buccal mucosa of rats.

    Palavras-Chave: ozone; therapeutic uses; therapy; oral cavity; angiogenesis; healing; biological recovery; mucous membranes; wounds

  • IPEN-DOC 20275

    LOPES, PAULA R.C. . Estudo de compostos orgânicos voláteis biogênicos nas florestas tropicais da Amazônia, da Guiana Francesa e da Mata Atlântica / Study of biogenic volatile organic compounds in the Amazon, French Guiana and Mata Atlântica Tropical Forests . 2014. Tese (Doutorado em Tecnologia Nuclear) - Instituto de Pesquisas Energeticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, São Paulo. 124 p. Orientador: Jose Oscar Willian Vega Bustillos. DOI: 10.11606/T.85.2014.tde-17112014-134838

    Abstract: A atmosfera terrestre contém nitrogênio e oxigênio, sendo este último, um composto altamente reativo e fundamental ao desenvolvimento e manutenção da vida. Além desses gases, diversos outros compostos em pequenas concentrações, os quais podem atuar como reagentes e/ou catalisadores também a compõe. Os compostos gasosos variados e material particulado (orgânico e inorgânico) de diferentes dimensões lançados constantemente à atmosfera são provenientes de fontes diversas. Tais fontes podem ser de origem natural ou antrópica e ainda, podem ser pontuais, difusas, primárias, secundárias, móveis e/ou estacionárias. Os processos envolvendo transformações químicas na atmosfera são extremamente importantes porque tendem a manter a sua composição em estado estacionário. A vegetação, que constitui uma fonte natural, é responsável pela emissão de grandes quantidades de compostos carbonados para a atmosfera. Dentre os vários compostos orgânicos emitidos da superfície do planeta, destacam-se em particular, alguns gases traços, denominados compostos orgânicos voláteis (COVs). A emissão dos compostos orgânicos voláteis pela vegetação ocorre, em escala global, predominantemente nos trópicos ou nos meses de verão em outras regiões. As reações fotoquímicas dos compostos orgânicos voláteis desempenham um papel diferenciado e importante na química da troposfera, podendo alterar de forma significativa a concentração de ozônio em áreas tanto urbanas quanto rurais. O presente projeto contempla o estudo de alguns dos inúmeros compostos orgânicos voláteis de origem biogênica (COVBs) emitidos pela vegetação constituinte, das regiões da Floresta Amazônica, da Mata Atlântica e da floresta Tropical da Guiana Francesa, comparando-se os dados de saída gerados pelos Modelos MOZART-4 e CAM-Chem. A escolha dos sítios experimentais para realização deste estudo se deu em parte em função da importância dos locais em termos de biodiversidade, extensão territorial, influência na climatologia (local e/ou regional), bem como também em função da acessibilidade, proximidade a centros urbanos e alterações devido à influência humana. O procedimento metodológico adotado para coleta das amostras de COVBs se deu por meio da técnica conhecida como acumulação de vórtices turbulentos (Relaxed Eddy Accumulation - REA), a qual faz uso de um dispositivo coletor denominado acumulador compacto de vórtices turbulentos (Compact Relaxed Eddy Accumulator - CREA). As amostras gasosas de COVBs foram coletadas por meio de cartuchos comerciais apropriados, compostos por diferentes materiais adsorvedores que apresentavam afinidade química também diferenciada para os variados compostos aos quais foram expostos. Estudos primários para determinação da natureza dos cartuchos que foram utilizados neste projeto foram realizados, a fim de se obter dispositivos adequados a este propósito. Os resultados evidenciam, como esperado, que a presença de isopreno é predominante em todos os sítios experimentais, sendo sua concentração média diária máxima de 5,0 ± 0,3 μg/cm3 registrada na Amazônia e de 8,0 ± 0,4 μg/cm3 (concentração diária) na floresta da Guiana Francesa, seguido pelo alfa-pineno cuja concentração máxima obtida foi de aproximadamente 1,6 ± 0,08 μg/cm3 no último sítio experimental, ambos detectados na estação seca. A emissão de isopreno e dos monoterpenos ocorreu de forma mais acentuada na época seca em comparação ao período úmido. Contudo, observou-se em algumas situações uma pequena discrepância. De maneira geral os resultados gerados pelos modelos estão subestimados, como exceção do parâmetro de radiação fotossinteticamente ativa (PAR), o que indica que a defasagem entre os resultados observados e os simulados pode estar relacionada parâmetros de OH-, NOx e em algumas reações químicas fotoquímicas envolvendo o ozônio.

    Palavras-Chave: organic compounds; volatility; plants; amazon river; guyana; tropical regions; forestry; atmospheric chemistry; isoprene; ozone; photochemistry; gas chromatography

  • IPEN-DOC 10427

    PRETTO, ANGELICA . O Estudo do comportamento dos gases-traco Osub(3), NOx, CO, SOsub(2) e de COVs na atmosfera da cidade de Sao Paulo. 2005. Tese (Doutoramento) - Intituto de Pesquisas Energeticas e Nucleares, IPEN/CNEN-SP, Sao Paulo. 141 p. Orientador: Luciana Vanni Gatti. Coorientador: Jose Roberto Rogero.

    Palavras-Chave: air pollution; urban areas; carbon monoxide; nitrogen oxides; ozone; atmospheres; sulfur dioxide; trace amounts; vehicles; brazil

  • IPEN-DOC 19206

    ALVIM, DEBORA S.. Estudo dos principais precursores de ozônio na região metropolitana de São Paulo / Study of major precursors ozone in the metropolitan area of São Paulo . 2013. Tese (Doutoramento) - Instituto de Pesquisas Energeticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, São Paulo. 161 p. Orientador: Luciana Vanni Gatti. DOI: 10.11606/T.85.2013.tde-08112013-102012

    Abstract: O ozônio (O3) é um dos poluentes que representa grande preocupação em termos de qualidade do ar na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). No ano de 2012 foram observados 98 dias de ultrapassagens do padrão horário da qualidade do ar para este poluente na RMSP. A exposição aos poluentes atmosféricos como O3 e outros está associada ao prejuízo da saúde respiratória. O enfoque deste estudo é determinar os principais Compostos Orgânicos Voláteis (COV) precursores de O3 para auxiliar no controle deste poluente. Neste trabalho foram realizadas 78 amostragens durante a semana de hidrocarbonetos no ano de 2006 e 66 amostragens de hidrocarbonetos, 62 de aldeídos e 42 de etanol durante o ano de 2011/2012, 7:00 h às 9:00 h, na estação CETESB IPEN/USP. Medidas de COV também foram realizadas no ano de 2006 e 2008, na Estação CETESB Cerqueira César. Adicionalmente, foram efetuados testes de emissões veiculares durante o ano de 2009 de 5 veículos a diesel, 3 a etanol, 2 a gasolina C e 1 motocicleta. O modelo de trajetórias OZIPR foi utilizado para determinar os principais precursores de O3. Durante o ano de 2011/2012, na Estação CETESB IPEN/USP, a classe de aldeídos representou 35,3% dos COV analisados em concentração na atmosfera, seguido pelo etanol 22,6%, compostos aromáticos 15,7%, alcanos 13,5%, cetonas 6,8%, alcenos 6,0% e alcadienos < 0,1%. Considerando a concentração dos compostos e sua reatividade, as simulações executadas com o modelo OZIPR mostraram que o acetaldeído contribuiu com 61,2% da formação do O3 na atmosfera da RMSP no ano de 2011/2012. Dos COV analisados, a classe dos aldeídos contribui com 74% da produção de O3, aromáticos 14,5%, alcenos 10,2%, alcanos 1,3% e alcadienos (isopreno) 0,03%. O estudo de emissão veicular mostrou que 39% dos aldeídos foram provenientes de veículos a etanol, 28% a diesel, 26% a gasolina C e 7% de motocicletas. As emissões dos COV por veículos a gasolina contribuíram com 44% da formação de O3, a diesel 22%, a etanol 19% e motocicletas 15%.

    Palavras-Chave: environmental impacts; performance testing; hydrocarbons; quality control; emission spectra; ozone; air pollution; organic compounds; volatile matter; vehicles; diesel fuels; ethanol; gasoline; urban areas; brazil

  • IPEN-DOC 07881

    GELLI, D.S.; JAKABI, M.; MORAES, I.R.; DEL MASTRO, N.L. . Estudo sobre a incorporacao experimental de Vibrio cholerae 01 nao toxigenico em ostras (Crassostrea brasiliana) vivas. Revista do Instituto Adolfo Lutz, v. 58, n. 2, p. 33-37, 1999.

    Palavras-Chave: oysters; pathogens; bacteria; cholera; ozone; ionizing radiations; bacterial diseases; radiation effects; seafood

  • IPEN-DOC 19894

    UZUELI, DANIEL H. . Estudo sobre o gás ozônio formado no processo de irradiação industrial com cobalto-60 e seu impacto no meio ambiente / Study on ozone gas formed in the industrial radiation process with cobalt-60 and its impact on the environment . 2013. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Pesquisas Energeticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, São Paulo. 56 p. Orientador: Fabio Eduardo da Costa. DOI: 10.11606/D.85.2013.tde-28012014-091422

    Abstract: O processamento por radiação está presente em diversos produtos tais como: alimentos, materiais médicos descartáveis, cabos elétricos, gemas, entre outros. O uso da radiação tem a finalidade de melhorar as propriedades dos produtos, esterilizá-los ou higienizá-los. Nos irradiadores industriais, as radiações eletromagnéticas (gama e raios-X) ou de elétrons, antes de interagirem com os produtos em beneficiamento, encontram uma camada de ar. Ao interagirem com esta camada, provocam efeitos radiolíticos nas moléculas presentes na atmosfera ambiente, sendo a principal interação a que ocorre com as moléculas de oxigênio, que têm suas ligações quebradas, separando-se em dois átomos altamente reativos que, ao recombinarem com outra molécula de oxigênio, formam o gás ozônio. Neste trabalho foram estudadas a formação, o decaimento e a dispersão do ozônio em irradiadores industriais gama que utilizam como fonte de radiação o cobalto-60. O monitoramento da concentração de ozônio foi realizado pelo método de absorção óptica em um monitor comercial.

    Palavras-Chave: gas analysis; ozone; air pollution; environmental impacts; irradiation devices; industrial wastes; measuring methods; cobalt 60; gamma radiation; x radiation; interactions

  • IPEN-DOC 18094

    ALVIM, DEBORA S.; GATTI, LUCIANA V. ; SANTOS, MARIA H. dos; YAMAZAKI, AMELIA . Estudos dos compostos orgânicos voláteis precursores de ozônio na cidade de São Paulo. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 16, n. 2, p. 189-196, 2011.

    Palavras-Chave: brazil; organic compounds; volatile matter; ozone; air pollution

  • IPEN-DOC 12768

    ORLANDO, JOAO P.. Estudos dos precursores de ozônio da cidade de São Paulo através de simulação computacional / A study about the ozone precursors in the São Paulo city using computational simulation . 2008. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN/CNEN-SP, São Paulo. 116 p. Orientador: Luciana Vanni Gatti. DOI: 10.11606/D.85.2008.tde-16092009-142951

    Abstract: O ozônio (O3) representa o principal poluente atmosférico para a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), sendo freqüentes os dias em que sua concentração excede os padrões nacionais de qualidade do ar. Por se tratar de um poluente secundário, resultante principalmente, da interação entre os óxidos de nitrogênio (NOx) e compostos orgânicos voláteis (COVs) na presença de luz solar, torna-se muito difícil a elaboração de estratégias eficazes para a redução deste poluente. A utilização de simulação computacional se mostra como uma interessante alternativa para avaliar os muitos fatores que afetam a formação de O3, para o desenvolvimento de escalas de reatividade para COVs e para definição de possíveis estratégias que visem a redução dos níveis de O3. Neste trabalho foi utilizado o modelo de trajetórias OZIPR (Ozone Isopleth Package for Research) em conjunto com o modelo químico SAPRC (Statewide Air Pollution Research Center) para se determinar a escala de reatividade incremental para COVs para a cidade de São Paulo e para a simulação de diversas situações de redução das emissões de NOx e COVs. Para alimentar os modelos foram utilizadas medidas de COVs de duas campanhas: uma realizada pelo Laboratório de Química Atmosférica (LQA-IPEN) em conjunto com a CETESB na estação Cerqueira César, no período de agosto e setembro de 2006 e outra realizada somente pelo LQA durante todo o ano de 2006 com amostragens na Cidade Universitária. Dados de CO, NOx e parâmetros meteorológicos foram obtidos através dos monitores automáticos da mesma estação e da estação Pinheiros. Foram criados cinco casos base: um com os dados de COVs da estação Cerqueira César e quatro com os dados da Cidade Universitária, sendo estes, um para cada estação do ano. Após o ajuste dos casos base, cada COV presente na mistura teve sua concentração aumentada e diminuída em 0,2% dos COVs totais para se verificar a variação no máximo de ozônio e assim se determinar o potencial de formação de ozônio de cada COV. Estes resultados forneceram uma escala de reatividade para ozônio para cada caso base criado. Foram também realizadas simulações, onde as emissões horárias de NOx e COVs foram reduzidas em 5, 10, 20 e 30% independente e simultaneamente afim de se verificar as variações na formação de O3. Com os dados de saída do simulador foram construídos gráficos de isopletas de ozônio para a cidade de São Paulo. A análise dos resultados obtidos mostrou que os compostos encontrados com mais freqüência entre os dez principais precursores de ozônio na cidade de São Paulo nas escalas de reatividade criadas a partir dos cinco casos base são: formaldeído, acetaldeído, propeno, isopreno, cis e trans 2-buteno, sendo o formaldeído sempre o principal composto formador de ozônio. As simulações mostraram também que uma estratégia eficaz para se reduzir os níveis de O3 na cidade de São Paulo é diminuir as emissões totais de COVs. O mesmo não foi observado para os NOx, já que a redução destes poluentes faria aumentar as concentrações de O3.

    Palavras-Chave: ozone; precursor; atmospheric chemistry; air pollution; urban areas; computerized simulation

  • IPEN-DOC 20620

    LOPES, PAULA R.C. ; GUENTHER, ALEX B.; TURNIPSEED, ANDREW; BONAL, DAMIEN; SERÇA, DOMINIQUE; BURBAN, BENOIT; SIEBICKE, LUKAS; EMMONS, LOUISA; BUSTILLOS, JOSE O.W.V. . GC-MS-FID system as a tool for biogenic volatile organic compounds analysis. In: CONGRESO LATINOAMERICANO DE CROMATOGRAFIA Y TECNICAS AFINES, 15., 29 de setembro - 3 de outubro, Cartagena de Indias, Colombia. Abstract... 2014.

    Palavras-Chave: organic compounds; volatility; plants; amazon river; guyana; tropical regions; forestry; atmospheric chemistry; isoprene; ozone; photochemistry; gas chromatography

  • IPEN-DOC 12879

    PALMER, PAUL I.; BARKLEY, MICHAEL P.; KUROSU, THOMAS P.; LEWIS, ALASTAIR C.; SAXTON, JULIE E.; CHANCE, KELLY; GATTI, LUCIANA V. . Interpreting satellite column observations of formaldehyde over tropical South America. Philosophical Transactions of the Royal Society of London, A. Biological Sciences, v. 365, p. 1741-1751, 2007.

    Palavras-Chave: formaldehyde; volatile matter; organic compounds; biomass; burnup; ozone; monitoring

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.

O Repositório Digital do IPEN é um equipamento institucional de acesso aberto, criado com o objetivo de reunir, preservar, disponibilizar e conferir maior visibilidade à Produção Científica publicada pelo Instituto, desde sua criação em 1956.

Operando, inicialmente como uma base de dados referencial o Repositório foi disponibilizado na atual plataforma, em junho de 2015. No Repositório está disponível o acesso ao conteúdo digital de artigos de periódicos, eventos, nacionais e internacionais, livros, capítulos, dissertações, teses e relatórios técnicos.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.