Navegação por assunto "nanocrystals"

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 17832

    MORAES, J.R. DE; MAZZOCCHI, V.L. ; PARENTE, C.B.R. ; SAMAD, R. ; BALDOCHI, S.L. . Crystal growth of pure and Ndsup(3+), Ybsup(3+)-doped NaLa(WOsub(4))sub(2) and LiLa(WOsub(4))sub(2)single fibers. In: INTERNATIONAL WORKSHOP ON NANOPHOTONICS AND BIOPHOTONICS, April 1-2, 2009, Recife, PE. Abstract... 2009.

    Palavras-Chave: nanocrystals; fibers; crystal growth; neodymium; ytterbium; sodium; lanthanum; tungsten; lithium; x-ray diffraction; microscopy; thermal analysis; absorption spectroscopy

  • IPEN-DOC 18612

    BALDOCHI, S.L. ; MORAES, J.R.; NAKAMURA, G.H.G.; SILVA, F.R. ; SOARES, L.R.L.. Crystal growth: from bulk to microcrystals. In: ENCONTRO NACIONAL DE FÍSICA DA MATÉRIA CONDENSADA, 35., 10-14 de maio, 2012, Aguas de Lindoia, SP. Resumos... 2012.

    Palavras-Chave: crystal growth; nanocrystals; thermodynamics; crystallography; crystal defects

  • IPEN-DOC 26666

    VEGA, L.E.R.; LEIVA, D.R.; LEAL NETO, R.M. ; SILVA, W.B.; SILVA, R.A.; ISHIKAWA, T.T.; KIMINAMI, C.S.; BOTTA, W.J.. Improved ball milling method for the synthesis of nanocrystalline TiFe compound ready to absorb hydrogen. International Journal of Hydrogen Energy, v. 45, n. 3, p. 2084-2093, 2020. DOI: 10.1016/j.ijhydene.2019.11.035

    Abstract: In this study, we propose a method to produce nanocrystalline TiFe powder by high-energy ball milling, in order to avoid the common sticking problem of the material to the milling tools, assuring a material prompt to absorb hydrogen as well. The method consists of making a preliminary milling operation with the elemental powders (50:50 stoichiometric ratio) to form a strong adhered layer of the milled material on the surfaces of the vial and balls. The main milling operation is then performed with a new powder charge (same composition as before), but now adding a process control agent (stearic acid). Various processing times - 2, 6, 10 and 20 h - were used in the milling experiments. Nanocrystalline TiFe was synthesized in this way with low oxygen contamination, full yields for milling times of 6 h or over, requiring no heat treatments for the first hydrogen absorption. Hydrogen storage capacity of 1.0 wt% at room temperature under 20 bar was attained by the sample milled for 6 h. Kinetic data from samples milled for 2 h and 6 h agreed with Jander model for the rate limiting step of the hydriding reaction, which is based on diffusion with constant interface area.

    Palavras-Chave: intermetallic compounds; alloys; mechanical properties; nanocrystals; milling; hydrogen storage; hydrides; activation analysis

  • IPEN-DOC 24972

    SILVA, DIEGO S. da ; ALAYO, MARCOS I.; KASSAB, LUCIANA R.P.; ASSUMPCAO, THIAGO A.A. de; WETTER, NIKLAUS U. ; JIMENEZ-VILLAR, ERNESTO . Influence of silicon nanocrystals on the performance of Yb3+/Er3+: Bi2O3-GeO2 pedestal waveguides for amplification at 1542 nm. In: DUBOWSKI, JAN J. (Ed.); KABASHIN, ANDREI V. (Ed.); LINYOU, CAO (Ed.); GEOHEGAN, DAVID B. (Ed.) SYNTHESIS AND PHOTONICS OF NANOSCALE MATERIALS, 15th, January 27 - February 01, 2018, San Francisco, California, USA. Proceedings... Bellingham, WA, USA: Society of Photo-optical Instrumentation Engineers, 2018. p. 105210M-1 - 105210M-7. (SPIE Proceedings Series, 10521). DOI: 10.1117/12.2291326

    Abstract: This paper reports for, the first time, the influence of silicon nanocrystals on the photoluminescence and optical gain of Yb3+/Er3+ codoped Bi2O3–GeO2 waveguides for amplification at 1542 nm. Pedestal waveguides were fabricated by RF- sputtering followed by optical lithography and reactive ion etching. RF-sputtering followed by heat treatment produced silicon nanocrystals with average size of 8 nm and resulted in a photoluminescence enhancement of about 10 times for the 520 nm and 1530 nm emission bands. The resulting internal gain was 5.5 dB/cm at 1542 nm, which represents and enhancement of ~50%, demonstrating potential for applications in integrated optics.

    Palavras-Chave: waveguides; photoluminescence; nanocrystals; nanostructures; nanomaterials; optical properties; amplification; amplifiers; silicon; doped materials

  • IPEN-DOC 24343

    ICHIKAWA, RODRIGO U. ; LINHARES, HORACIO M.S.M.D.; PERAL, INMA; BALDOCHI, SONIA L. ; RANIERI, IZILDA M. ; TURRILLAS, XAVIER; MARTINEZ, LUIS G. . Insights into the local structure of Tb-doped KY3F10 nanoparticles from Synchrotron X‑ray Diffraction. ACS Omega, v. 02, n. 08, p. 5128-5136, 2017. DOI: 10.1021/acsomega.7b00668

    Abstract: Pure and Tb-doped nanocrystalline KY3F10 specimens were synthesized by coprecipitation, and portions of the samples underwent further heat treatment at 600 °C in a fluorinated atmosphere. Synchrotron X-ray diffraction patterns acquired at 30 keV allowed to determine both long- and shortrange ordered structures by Rietveld and pair distribution function (PDF) analyses, respectively. PDF examination of the as-synthesized sample allowed to discern a slight deviation from the basic cubic building unit because the Y−F bond lengths could be explained in S.G. I4/mmm with cell parameters a = 8.1520(9) Å and c = 11.5876(29) Å, whereas Rietveld analysis could equally well fit both the cubic and tetragonal descriptions for the heat-treated specimens. Also, PDF revealed that the as-synthesized sample exhibited less structural coherence than the heattreated one.

    Palavras-Chave: doped materials; nanoparticles; x-ray diffraction; nanocrystals; synchrotrons

  • IPEN-DOC 23077

    MARTINS, FERNANDO H.; SILVA, FRANCISCARLOS G.; PAULA, FABIO L.O.; GOMES, JULIANO de A.; AQUINO, RENATA; MESTNIK-FILHO, JOSE ; BONVILLE, PIERRE; PORCHER, FLORENCE; PERZYNSKI, REGIME; DEPEYROT, JEROME. Local structure of core−shell MnFe2O4+δ-based nanocrystals: cation distribution and valence states of manganese ions. The Journal of Physical Chemistry C, v. 121, n. 16, p. 8982-8991, 2017. DOI: 10.1021/acs.jpcc.6b09274

    Abstract: We investigate the local structure of nanoparticles based on a manganese ferrite core surrounded or not by a maghemite layer obtained after hydrothermal surface treatment. Results of X-ray powder diffraction (XRD) and neutron powder diffraction (NPD) measurements are crossed with those of infield Mössbauer spectroscopy and X-ray absorption spectroscopy (XANES/EXAFS) to study the valence state of Mn ions and the cation distribution at interstitial sites of the core−shell nanoparticle structure. Linear combination fitting of XANES data clearly indicates the existence of mixed valence states of Mn cations in the Mn ferrite phase. As a direct consequence, it induces nonequilibrium cation distributions in the nanoparticle core with the presence of a large amount of Mn cations at octahedral sites. The quantitative results of the inversion degree given by NPD, Mössbauer spectroscopy measurements, and EXAFS are in good accordance. It is also shown that both the proportions of each oxidation degree of Mn ions and their location at tetrahedral or octahedral sites of the spinel nanocrystal core can be modified by increasing the duration of the surface treatment.

    Palavras-Chave: nanoparticles; ferrite; manganese; nanocrystals; manganese ions; spectroscopy

  • IPEN-DOC 23050

    GROSSO, ROBSON L. ; MUCCILLO, ELIANA N.S. ; CASTRO, RICARDO H.R.. Phase stability in scandia-zirconia nanocrystals. Journal of the American Ceramic Society, v. 100, n. 5, p. 2199-2208, 2017. DOI: 10.1111/jace.14710

    Abstract: Scandia-zirconia system has great technological interest as it has the highest ionic conductivity among doped zirconia ceramics. However, polymorphism is the most important limiting factor for application of this material. Considering that there is a strong grain size dependence on phase transitions in this class of materials, mapping out the stable polymorph as a function of grain size and composition may lead to more efficient compositional design. In this article, the phase stability of zirconia-scandia nanocrystals was investigated based on experimental thermodynamic data. Exploiting recent advances in microcalorimetry, reliable surface energy data for five polymorphs of scandia-zirconia system: monoclinic, tetragonal, cubic, rhombohedral b and c are reported for the first time. Combining surface energy values with bulk enthalpy data obtained from oxide melt drop solution calorimetry allowed us to create a predictive phase stability diagram that shows the stable zirconia polymorph as a function of composition and grain size of the specimen within the range of 0-20 mol% scandia.

    Palavras-Chave: phase stability; scandium alloys; zirconium alloys; nanomaterials; nanocrystals; x-ray diffraction; ionic conductivity

  • IPEN-DOC 17795

    MORAES, JAIR R. de; MAZZOCCHI, VERA L. ; NAKAMURA, GERSON H.G.; PARENTE, CARLOS B.R. ; BALDOCHI, SONIA L. . Sintese, crescimento e caracterização de fibras monocristalinas de RE:LiLa(WOsub(4))sub(2). In: WORKSHOP DE CRISTALOGRAFIA APLICADA A CIÊNCIAS E ENGENHARIA DE MATERIAIS, 31 de julho, 2010, Vitória, ES. Resumo... 2010.

    Palavras-Chave: nanocrystals; fibers; rhenium; lithium; lanthanum; tungsten; synthesis; x-ray diffraction; thermal gravimetric analysis

  • IPEN-DOC 23968

    CUNHA, CECILIO A. ; CORREA, OLANDIR V. ; SAYEG, ISSAC J.; LIMA, NELSON B. ; RAMANATHAN, LALGUDI V. . Structural and thermodynamic properties of nanocrystalline Cr3C2-25(Ni20Cr) composite powders produced by high-energy ball milling. Journal of Thermal Analysis and Calorimetry, v. 126, n. 3, p. 1447-1453, 2016. DOI: 10.1007/s10973-016-5735-9

    Abstract: Nanostructured coatings have been used to protect components exposed to severe service conditions. High energy milling is widely used to produce nanocrystalline feedstock of coating materials such as chromium carbide and tungsten carbide. This paper presents the structural and thermodynamic properties of Cr3C2-25(Ni20Cr) powders that were high energy milled for different times. During the high energy milling of Cr3C2-25(Ni20Cr) powder, severe plastic deformation takes place. A small part of the energy spent in this process is stored in the crystal lattice as deformation energy. The crystallite size and microstrain in nanocrystalline Cr3C2-25(Ni20Cr) powders milled for different times were determined by X-ray diffraction measurements. Differential scanning calorimetric (DSC) studies of the milled powders revealed a broad transformation, characteristic of a large exothermic reaction in the nanostructured powder. The enthalpy variation measured by DSC permitted determination of the deformation energy stored in the Cr3C2-25(Ni20Cr) powders milled for different times. These measurements also enabled calculation of the specific heat variation of the milled powders.

    Palavras-Chave: nanocrystals; calorimetry; strains; thermodynamic properties; microstructure; composite materials; powders; milling

  • IPEN-DOC 19767

    PERINI, ANA P.; GAIOLO, EDSON; TEIXEIRA, MARIA I.; NEVES, LUCIO P.; GARCIA, VITOR F.; FELINTO, MARIA C.F.C. ; CALDAS, LINDA V.E. . Study of different concentration and synthesis processes of nanocristallyne Eu and Dy doped BaSOsub(4) and their responses on optically stimulated luminescence. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON SOLID STATE DOSIMETRY, 17th, 22-27 de setembro, 2013, Recife, PE. Abstract... 2013.

    Palavras-Chave: nanocrystals; europium; dysprosium; doped materials; barium sulfates; synthesis; luminescent dosemeters

  • IPEN-DOC 19772

    NEVES, LUCIO P.; GAIOLO, EDSON; TEIXEIRA, MARIA I.; PERINI, ANA P.; GARCIA, VITOR F.; FELINTO, MARIA C.F.C. ; CALDAS, LINDA V.E. . TL response of nanocristallyne BaSOsub(4) doped with different concentrations of Eu and Dy. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON SOLID STATE DOSIMETRY, 17th, 22-27 de setembro, 2013, Recife, PE. Abstract... 2013.

    Palavras-Chave: nanocrystals; barium sulfates; doped materials; europium; dysprosium; synthesis; coprecipitation; thermoluminescence; gamma radiation

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.

O Repositório Digital do IPEN é um equipamento institucional de acesso aberto, criado com o objetivo de reunir, preservar, disponibilizar e conferir maior visibilidade à Produção Científica publicada pelo Instituto, desde sua criação em 1956.

Operando, inicialmente como uma base de dados referencial o Repositório foi disponibilizado na atual plataforma, em junho de 2015. No Repositório está disponível o acesso ao conteúdo digital de artigos de periódicos, eventos, nacionais e internacionais, livros, capítulos, dissertações, teses e relatórios técnicos.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.