Navegação por assunto "magmatism"

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 10337

    MACHADO, A.; LIMA, E.F.; CHEMALE JUNIOR, F.; MORATA, D.; OTEIZA, O.; ALMEIDA, D.P.M.; FIGUEIREDO, A.M.G. ; ALEXANDRE, F.M.; URRUTIA, J.L.. Geochemistry constraints of mesozoic-cenozoic calc-alkaline magmatism in the South Shetland arc, Antarctica. Journal of South American Earth Sciences, v. 18, p. 407-425, 2005.

    Palavras-Chave: antarctica; volcanic rocks; mesozoic era; cenozoic era; magmatism; subduction zones

  • IPEN-DOC 06424

    BELLIENI, G.; PETRINI, R.; PICCIRILLO, E.M.; BRITO, C.M.; FIGUEIREDO, A.M.G. ; MARQUES, L.S.; DE MIN, A.; MELFI, A.J.. Petrogenesis and tectonic significance of the Late Proterozoic unmetamorphosed mafic dyke swarms from the Salvador area (NE Brazil). Neues Jahrbuch für Mineralogie - Abhandlungen, v. 173, n. 3, p. 327-350, 1998.

    Palavras-Chave: basalt; geochemistry; strontium isotopes; neodymium isotopes; isotope ratio; geologic history; brazil; petrology; petrogenesis; magmatism

  • IPEN-DOC 10336

    SOMMER, C.A.; LIMA, E.F.; NARDI, L.V.S.; FIGUEIREDO, A.M.G. ; PIEROSAN, R.. Potassic acid low- and hight-Ti mildly alkaline volcanism in the neoproterozoic ramada plateau, southernmost Brazil. Journal of South American Earth Sciences, v. 18, n. 3-4, p. 237-254, 2005.

    Palavras-Chave: brazil; volcanic rocks; paleozoic era; geologic ages; magmatism; lava; rhyolites; titanium; niobium

  • IPEN-DOC 27232

    BICCA, MARCOS M.; KALKREUTH, WOLFGANG; SILVA, TAIS F. da; OLIVEIRA, CHRISTIE H.E. de; GENEZINI, FREDERICO A. . Thermal and depositional history of Early-Permian Rio Bonito Formation of southern Paraná Basin – Brazil. International Journal of Coal Geology, v. 228, p. 1-22, 2020. DOI: 10.1016/j.coal.2020.103554

    Abstract: The Paraná Basin is a large volcano-sedimentary basin with a complex depositional history from Ordovician to the Cretaceous period. During Permian significant amounts of organic-rich beds accumulated within the Rio Bonito and Irati formations representing deposition in coastal (deltaic and barrier lagoon) and shallow marine environments, respectively. In this work, the thermal history of these beds is examined from 16 vitrinite reflectance analyses of coal beds (Rio Bonito Formation), integrated with previous data on coal rank, and 21 apatite fission-track (AFT) analyses, collected from 17 well profiles in the south of the Paraná Basin. Coal samples showed three different maturity levels. Two with reflectances of 0.4–0.6 and 0.6–0.8%Rr formed by the natural burial history of the basin (the latter is restricted to the Torres Syncline area). In contrast, the third group reached much higher values (1.0–5.0%Rr) related to intrusive igneous rocks. The AFT data show thermal consistency with the reflectance values. The sandstone samples related to the two lower reflectance patterns were partially reset, preserving AFT ages older than the stratigraphic age of the bed. Otherwise, the samples severely affected by the magmatism have Cretaceous and Early Cenozoic ages, but some were much younger than the last magmatic event, implying deep burial before cooling onset. The mean track length distribution of the partially reset samples is short due to the inheritance of tracks preserved from basement cooling history. However, the population of fully reset samples gives crucial information on the maximum temperature reached and the age when cooling started. At these conditions, around 1.0 to 3.0 km of the Paraná Basin sequences would have been removed from the surface of the studied areas by erosion since Cretaceous. Regional variations in the amounts of removed sections were controlled by the structural framework, mostly regional NW-SE and NE-SW oriented structures.

    Palavras-Chave: sedimentary basins; geology; site characterization; coal deposits; cenozoic era; cretaceous period; magmatism; volcanic rocks; vitrinite; apatites; geologic history; deposits; underground disposal; brazil

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.

O Repositório Digital do IPEN é um equipamento institucional de acesso aberto, criado com o objetivo de reunir, preservar, disponibilizar e conferir maior visibilidade à Produção Científica publicada pelo Instituto, desde sua criação em 1956.

Operando, inicialmente como uma base de dados referencial o Repositório foi disponibilizado na atual plataforma, em junho de 2015. No Repositório está disponível o acesso ao conteúdo digital de artigos de periódicos, eventos, nacionais e internacionais, livros, capítulos, dissertações, teses e relatórios técnicos.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.