Navegação por assunto "lymphomas"

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 15001

    FONSECA, GABRIEL P.; YORIYAZ, HELIO ; SIQUEIRA, PAULO T.D. ; ANTUNES, PAULA C.G.; FURNARI, LAURA; SANTOS, GABRIELA R.. Analysis of material characteristics for the construction of energy degrading and scattering plates for electron beam akin radiotherapy. In: INTERNATIONAL NUCLEAR ATLANTIC CONFERENCE; MEETING ON NUCLEAR APPLICATIONS, 9th; MEETING ON REACTOR PHYSICS AND THERMAL HYDRAULICS, 16th; MEETING ON NUCLEAR INDUSTRY, 1st, September 27 - October 2, 2009, Rio de Janeiro, RJ. Proceedings... Sao Paulo: ABEN, 2009, 2009.

    Palavras-Chave: aluminium; copper; depth dose distributions; electron beams; energy spectra; experimental data; linear accelerators; lymphomas; m codes; monte carlo method; plates; radiation doses; radiotherapy; skin diseases; skin

  • IPEN-DOC 27200

    ALMEIDA, S.B. ; VILLANI, D. ; SAKURABA, R.K.; REZENDE, A.C.P.; CAMPOS, L.L. . Comparison between Al2O3:C pellets and DIODEs for TSEB in vivo dosimetry using an anthropomorphic phantom. Radiation Physics and Chemistry, v. 167, p. 1-4, 2020. DOI: 10.1016/j.radphyschem.2019.02.030

    Abstract: The Total Skin Electron Beam (TSEB) therapy is a technique that aims to provide skin surface homogeneous absorbed dose in order to treat cutaneous T-cell lymphomas, both for curative and palliative purposes with electron beams penetrating a few millimeters into the skin, reaching the affected parts without affecting internal organs. In vivo dosimetry has become an important role for the treatment of total skin irradiation within a rigorous quality assurance. The luminescent dosimeters, such as TLDs and OSLDs, have proven to be very useful for the verification of the dose distribution and prescribed for the patient as the dose may differ from place to place due to patient body geometry, overlapping of structures and asymmetries of the radiation field. Other routine in vivo dosimetry tool is the DIODEs and they as well help validating radiation therapy dosimetry. Al2O3:C OSL pellets manufactured and marketed by REXON Components and TLD Systems have already been characterized for TSEB applications. The aim of this work is to compare the performance of Al2O3:C OSL pellets from REXON to in vivo TSEB dosimetry with silicon DIODEs QEDTM detectors from Sun Nuclear (EUA) using an anthropometric phantom. Dosimeters and DIODEs were previously characterized for 6 MeV HDTSe- electron beams and then placed over an Anderson Rando® anthropomorphic phantom, evaluating the body dose distribution. The reference point of measurement was the umbiculous as recommended by formalism. The results showed that the Al2O3:C OSL pellets presented acceptable results, but some greater variation of the response in relation to silicon DIODEs were found due to its considerable rotational dependency.

    Palavras-Chave: electron beams; skin; skin diseases; neoplasms; lymphomas; dosimetry; in vivo; aluminium oxides; carbon; phantoms; silicon diodes; external irradiation

  • IPEN-DOC 26019

    ALMEIDA, S.B. ; VILLANI, D. ; SAKURABA, R.K.; REZENDE, A.C.P.; CAMPOS, L.L. . Comparison between Al2O3:C pellets and DIODEs for TSEB in vivo dosimetry using an anthropomorphic phantom. In: RUBIO, MARCELO (Ed.); TIRAO, GERMAN (Ed.) INTERNATIONAL SYMPOSIUM ON RADIATION PHYSICS, 14th, October 7-11, 2018, Córdoba, Argentina. Abstract... Córdoba: Centro de Excelencia en Productos y Procesos, 2018. p. 47-47.

    Palavras-Chave: electron beams; skin; skin diseases; neoplasms; lymphomas; dosimetry; in vivo; aluminium oxides; carbon; phantoms; silicon diodes; external irradiation

  • IPEN-DOC 22432

    KURAMOTO, GRACIELA BARRIO ; MATSUDA, MARGARETH M.N. ; OSSO JUNIOR, JOAO A. . Compartimental and dosimetric studies of anti-CD20 labeled with sup(188)Re. Journal of Radioanalytical and Nuclear Chemistry, v. 309, n. 3, p. 1029-1035, 2016. Orientador: .

    Palavras-Chave: therapy; lymphomas; rhenium 188; dosimetry; labelled compounds; lymphocytes; radiopharmaceuticals; pharmacology; antibodies

  • IPEN-DOC 21737

    MASSICANO, ADRIANA V.F. . Desenvolvimento farmacotécnico de um radioimunoconjugado para terapia de linfoma não-Hodgkin / Pharmacotechnical development of a radioimmunoconjugate for non-Hodgkin Lymphoma therapy . 2016. Tese (Doutorado em Tecnologia Nuclear) - Instituto de Pesquisas Energeticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, São Paulo. 207 p. Orientador: Elaine Bortoleti de Araújo. DOI: 10.11606/T.85.2016.tde-07032016-095834

    Abstract: A radioimunoterapia tem se mostrado uma modalidade terapêutica promissora, especialmente para terapia de tumores hematológicos o que tem impulsionado o desenvolvimento deste tipo de radiofármaco. Existe hoje apenas um radioimunoconjugado aprovado pelo Food and Drug Administration (FDA), ibritumomabe-tiuxetan-90Y (Zevalin®), e ele apresenta maior taxa de resposta global e de remissão completa quando comparados aos tratamentos convencionais. Entretanto, nenhum deles é comercialmente disponível no Brasil. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi estudar as etapas envolvidas no processo de conjugação e radiomarcação com Lu-177 do anticorpo monoclonal anti-CD20, de forma que fosse possível consolidar nacionalmente a metodologia para desenvolvimento de outros radioimunoconjugados. Nos estudos realizados para determinar a melhor razão molar anticorpo:quelante (DOTA), a razão molar 1:50, apresentou pureza radioquímica elevada (superior a 95%, após a purificação) e imunorreatividade superior a muitos estudos publicados. Além disto, o imunoconjugado apresentou estabilidade de, no mínimo 3 meses, sob refrigeração quando conjugado por dois métodos diferentes. O estudo dos parâmetros de radiomarcação permitiu a obtenção de um radioimunoconjugado com atividade específica de 740 MBq/mg, com estabilidade suficientemente longa que permitirá seu transporte às clínicas médicas. Os perfis de biodistribuição e farmacocinético foram compatíveis com outros radioimunoconjugados encontrados na literatura. O radioimunoconjugado apresentou captação tumoral e estabilidade in vivo apreciáveis, esta última evidenciada pela baixa captação óssea. Realizaram-se estudos de liofilização da formulação aperfeiçoada do imunoconjugado que promoveram a liofilização sem dano estrutural evidenciado por eletroforese em gel de poliacrilamida com manutenção da imunorreatividade. A pureza radioquímica foi acima de 95% (após purificação) quando radiomarcado com atividade específica de 740 MBq/mg, com estabilidade relevante quando armazenado à -20 °C por até 48 horas. Foi possível não somente padronizar as metodologias de conjugação e radiomarcação de anticorpos monoclonais, mas também aprimorá-las de forma que o radioimunoconjugado produzido foi superior em muitos aspectos quando comparado com a literatura publicada. Conclui-se, portanto, que o radioimunoconjugado anti-CD20-DOTA-177Lu é uma ferramenta promissora para o tratamento de tumores linfáticos que expressam o receptor CD20.

    Palavras-Chave: high-performance liquid chromatography; hodgkins disease; lymphomas; labelling; monoclonal antibodies; antibodies; radioimmunodetection; radioimmunoassay; isotope applications; radiotherapy

  • IPEN-DOC 21757

    MASSICANO, ADRIANA V.F. ; PUJATTI, PRISCILLA B.; ALCARDE, LAIS F. ; SUZUKI, MIRIAM F. ; SPENCER, PATRICK J. ; ARAUJO, ELAINE B. . Development and biological studies of sup(177)Lu-DOTA-rituximab for the treatment of non-hodgkin's lymphoma. Current Radiopharmaceuticals, v. 9, p. 54-63, 2016.

    Palavras-Chave: lutetium 177; radiopharmaceuticals; radioimmunotherapy; lymphomas; therapy; mice; animals; antibodies; in vivo

  • IPEN-DOC 07874

    POLI, M.E.R.; TODO, A.S. ; CAMPOS, L.L. . Dose measurements in the treatment of mycosis fungoides with total skin irradiation using a 4 MeV electron beam. In: INTERNATIONAL CONGRESS OF THE INTERNATIONAL RADIATION PROTECTION ASSOCIATION, 10th, May 14-19, 2000, Hiroshima, Japan. Proceedings... 2000.

    Palavras-Chave: lymphomas; mycoses; skin; irradiation; electron beams; radiation doses; depth dose distributions; radiotherapy

  • IPEN-DOC 25760

    ALMEIDA, S.B. ; VILLANI, D. ; SAKURABA, R.K.; REZENDE, A.C.P.; CAMPOS, L.L. . Dosimetric evaluation and comparation of TL responses of LiF:Mg,Ti and μLiF:Mg,Ti in the clinical electron beams dosimetry applied to total skin irradiation (TSEB) treatments. Radiation Measurements, v. 125, p. 15-18, 2019. DOI: 10.1016/j.radmeas.2019.03.007

    Abstract: The Total Skin Electron Beam (TSEB) irradiation is a radiotherapeutic technique that aims to provide the patient's skin surface with a more homogeneous dose, in order to treat cutaneous T-cell lymphomas, both for curative and palliative purposes. Electron irradiation penetrates a few millimeters into the skin, reaching the affected parts completely, without penetrating the internal organs. In vivo dosimetry has become an important role for the treatment of total skin irradiation within a rigorous quality assurance program that should be an integral part of the radiotherapy departments. The use of TLDs in vivo can identify variations in the prescribed dose because its measurement accuracy and great precision. The LiF:Mg,Ti is the most used TL material and widely studied in radiotherapy dosimetry due to near tissue-equivalence of the material, along with its overall reliability. The dosimeters of μLiF:Mg,Ti have been gaining considerable importance in the radiotherapy departments. These detectors allow measurements in vivo with great advantages due to their minimum dimensions of 1×1×1 mm3. This paper reports a comparative study of the TL responses of both materials to dose evaluation in TSEB treatments. The TL response of both materials in several TSEB parameter tests and in clinical application were evaluated, analyzing the dose distribution in a treatment simulation using AldersonRando anthropomorphic phantom. The results showed that the μLiF:Mg,Ti presented greater variation of the response in relation to LiF dosemeters in some parameters analyzed, due to the small dimensions and to evaluate doses absorbed in the surface over a large area in the treatment plan.

    Palavras-Chave: dosimetry; skin absorption; external irradiation; therapy; radiotherapy; thermoluminescence; electron beam injection; lymphomas

  • IPEN-DOC 16729

    MASSICANO, ADRIANA V.F. . Estudo da conjugação e radiomarcação do anticorpo monoclonal rituximas para aplicação em terapia radionuclídica / Study of conjugation and radiolabelling of monoclonal antibody eityximab for use in radionuclide therapy . 2011. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, São Paulo. 130 p. Orientador: Elaine Bortoleti de Araujo. DOI: 10.11606/D.85.2011.tde-25082011-161112

    Abstract: Linfomas são cânceres provenientes da transformação de um linfócito no sistema linfático, sendo que, o mais comum é o Linfoma Não-Hodgkin (LNH). Avanços na imunologia e na biologia molecular têm auxiliado na detecção desses tumores e aberto caminhos para novas estratégias de tratamento, como a Radioimunoterapia. O rituximab é um anticorpo monoclonal quimérico anti-CD20 já utilizado como imunoterápico no tratamento de LNH refratários ou recidivos. O objetivo deste trabalho foi estudar a conjugação deste anticorpo ao quelante bifuncional DOTA-NHS-éster e radiomarcar este imunoconjugado com o radioisótopo 177Lu, com o objetivo de desenvolver um radioimunoterápico para tratamento de LNH. Estudos de imunoconjugação com diferentes razões molares rituximab:DOTA foram estudadas (1:5, 1:10, 1:20, 1:50, 1:250, 1:500 e 1:1000) afim de avaliar qual condição conferia maior pureza radioquímica. A estabilidade dos imuconjugados foi analisada por cromatografia de alta eficiência por até 240 dias em diferentes condições de armazenamento. A estabilidade do imuconjugado radiomarcado foi avaliada após incubação a 2-8 °C e em soro humano a 37 °C e a ligação às proteínas séricas foi determinada. Estudos de biodistribuição foram realizados em camundongos Swiss sadios a fim de caracterizar biologicamente o imunoconjugado radiomarcado. Com o objetivo de analisar se os processos de conjugação e de radiomarcação não danificaram a capacidade de reconhecimento do antígeno (imunorreatividade) deste anticorpo, realizou-se estudos preliminares de ligação às células de LNH (Raji). Os imuconjugados de razão molar baixa (1:5, 1:10 e 1:20) mostraram-se estáveis quando armazenados por até 240 dias em diferentes condições. A análise em cromatografia em camada delgada e CLAE, revelou que o Acm conjugado na razão molar 1:50 foi radiomarcado com alta pureza radioquímica (superior a 95%) quando purificado em coluna PD-10. Este mesmo radioimunoconjugado apresentou razoável estabilidade a 2-8° C. A análise da estabilidade em soro humano não indicou grande metabolismo pelas enzimas do soro. O radioimuconjugado apresentou alta ligação às proteínas séricas indicando clareamento sanguíneo lento, o qual foi confirmado pelos estudos in vivo. O radioimunoconjugado apresentou alta captação no fígado o que é característico de anticorpos monoclonais. Os estudos preliminares de competição indicaram que o processo de obtenção do radioimunoconjugado não prejudicou sua ligação às células Raji sendo esta ligação específica.

    Palavras-Chave: labelling; monoclonal antibodies; radiotherapy; lymphomas; radioimmunotherapy; high-performance liquid chromatography

  • IPEN-DOC 23338

    AKANJI, AKINKUNMI G. . Estudo de conjugação do anticorpo anti-CD20 para marcação com radionuclídeos metálicos ou lantanídeos / The study of conjugation of anti-CD20 monoclonal antibody for labeling with metalic or lanthanides radionuclides . 2013. Tese (Doutorado em Tecnologia Nuclear) - Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, São Paulo. 120 p. Orientador: Elaine Bortoleti de Araújo. DOI: 10.11606/T.85.2017.tde-06092017-084114

    Abstract: Linfomas são cânceres que se iniciam a partir da transformação maligna de um linfócito no sistema linfático. Os linfomas são divididos em duas categorias principais: os linfomas de Hodgkin e todos os outros linfomas, denominados linfomas não-Hodgkin (LNH). Os pacientes com LNH são comumente tratados com radioterapia apenas ou combinada com quimioterapia utilizando-se de anticorpo monoclonal anti-CD20, principalmente o rituximab (MabThera&reg). O uso de anticorpos monoclonais (Acm) conjugados à quelantes bifuncionais radiomarcados com radionuclídeos metálicos ou lantanídeos é uma realidade de tratamento para portadores de LNH pelo princípio de radioimunoterapia (RIT). Este estudo concentrou-se nas condições de conjugação do anticorpo monoclonal rituximab (MabThera&reg) com grupamentos quelantes bifuncionais DOTA e DTPA. Na marcação dos Acm conjugados com lutécio-177, foram estudadas as condições de pré-purificação do Acm, condições de conjugação, determinação de número de quelantes acoplados à molécula do anticorpo, purificação do anticorpo conjugado, radiomarcação do anticorpo conjugado, com lutécio-177, purificação do anticorpo marcado, a ligação específica in vitro dos compostos marcados às células Raji, e distribuição biológica em camundongos BALB/c sadios. As três metodologias empregadas na pré-purificação do anticorpo (diálise, cromatografia de exclusão molecular com coluna Sephadex G-50 e ultrafiltração) demonstram-se eficientes e proporcionaram recuperação da amostra superior a 90%. A metodologia de ultrafiltração foi considerada a mais simples e prática, podendo ser aplicada a procedimentos rotineiros de produção de radiofármacos. Além disso, proporcionou a recuperação final de amostra de 97% em microlitros. Nas conjugações do anticorpo com os quelantes DOTA e DTPA em razões molares diferentes do Acm:quelante, observou-se número de grupamentos quelantes acoplados à molécula do Acm proporcional à razão molar estudada. Quando foi avaliada a influência de condições diferentes de conjugação no número de quelantes acoplados à molécula do Acm, não foram observadas diferenças significativas, com resultados de pureza radioquímica (PR) inferior a 80% em todas as condições estudadas. Na comparação de métodos de purificação do Acm conjugado, a abordagem inédita apresentada neste estudo, na qual a cromatografia de exclusão molecular foi combinada com a ultrafiltração resultou em maior eficiência na purificação e preservação da estrutura do anticorpo. Nos estudos de radiomarcação do anticorpo conjugado com DOTA e DTPA, os imunoconjugados de DTPA apresentaram, de forma geral, maior eficiência de marcação com resultados reprodutíveis quando comparados com os imunoconjugados de DOTA, considerando-se as diferentes razões molares utilizadas. As metodologias cromatográficas empregadas no controle de pureza radioquímica do composto radiomarcado proporcionaram a discriminação das diferentes espécies radioquímicas no meio de marcação. A metodologia de purificação do composto conjugado e radiomarcado utilizada proporcionou a obtenção de compostos com alta pureza radioquímica, 97,4±1,3% (DOTA 1:50) e 98,7±0,2% (DTPA 1:50). Nos estudos de ligação específica às células tumorais Raji, o anticorpo conjugado com quelante DTPA nas razões molares de 1:50 e 1:20 apresentaram perfil semelhante de ligação, com aumento da porcentagem de ligação específica proporcional à concentração celular, enquanto que o imunoconjugado na razão molar de 1:10 apresentou alta porcentagem de ligação não específica. Os resultados obtidos nos estudos de biodistribuição in vivo do anticorpo conjugado e radiomarcado nem sempre se mostraram compatíveis com a biodistribuição de anticorpos radiomarcados íntegros. No caso do quelante DOTA, o imunoconjugado obtido a partir da razão molar 1:20, apresentou melhores características de biodistribuição. No caso do quelante DTPA, a razão molar utilizada pareceu refletir diretamente no clareamento sanguíneo do anticorpo e todas as razões molares utilizadas apresentaram instabilidade in vivo.

    Palavras-Chave: radioimmunoscintigraphy; monoclonal antibodies; plasma cells; radioimmunotherapy; rare earths; lutetium 177; radioisotopes; labelling; in vivo; impurities; purification; lymphatic system; lymphomas; neoplasms; radiotherapy

  • IPEN-DOC 11606

    AKANJI, AKINKUNMI G. . Estudo de marcação com iodo-131 de anticorpo monoclonal anti-CD20 usado na terapia de linfoma nao-hodgkin. 2006. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Pesquisas Energeticas e Nucleares - IPEN/CNEN-SP, São Paulo. p. Orientador: Elaine Bortoleti de Araujo. DOI: 10.11606/D.85.2006.tde-31052007-161335

    Abstract: Linfomas são doenças originárias do sistema linfático, descritos por Thomas Hodgkin em 1932. São tradicionalmente classificados em dois grupos básicos: doenças de Hodgkin e linfomas do tipo não hodgkin (LNH). Inicialmente, pacientes com LNH foram tratados com radioterapia apenas ou combinada com imunoterapia usando-se anticorpo monoclonal anti-CD20 (ex., Rituximab-Mabthera, Roche). Porém, radioimunoterapia é uma nova modalidade de tratamento para pacientes portadores de LNH, na qual radiação citotóxica proveniente de radioisótopos terapêuticos é depositada nos tumores via anticorpos monoclonais (Acms). Este estudo concentrou-se nas condições de marcação do Acm anti-CD20 (Rituximab-Mabthera, Roche), com radioiodo (131I), pelo método direto, usando-se Cloramina-T como agente oxidante. Foram estudados parâmetros de marcação tais como: método de purificação, influência de tempo de incubação, influência de massa de agente oxidante, estabilidade in vitro e in vivo, imunoreatividade do anticorpo e distribuição biológica do anticorpo marcado em camundongos Swiss sadios. Produto de alta pureza radioquímica foi obtido, sem diferença notável entre os métodos aplicados. Não foi observada nenhuma influência direta do tempo de incubação na pureza radioquímica do anticorpo marcado. Um pequeno decréscimo na pureza radioquímica foi observado quando variou-se a massa do Acm sem variar a atividade do radioiodo. Após purificação, o anticorpo marcado apresentou pureza radioquímica de aproximadamente 100 %. Observou-se um produto de alta pureza radioquímica quando o anticorpo foi marcado na condição padrão. O anticorpo anti-CD20 apresentou variações de pureza radioquímica quando sua estabilidade foi testada em cinco condições estabilizadoras diferentes. Entretanto, a condição em que ácido gentísico foi combinado com congelamento demonstrou-se apropriada e capaz de minimizar os efeitos de autoradiólise do anticorpo marcado com alta atividade terapêutica de iodo-131. O anticorpo marcado apresentou imunoreatividade abaixo da relatada na literatura. A distribuição biológica em camundongos Swiss sadios revelou captação elevada no pulmão, fígado, e intestino delgado. O clareamento sanguíneo do anticorpo marcado foi relativamente rápido. Contudo, dados experimentais revelaram que anticorpos monoclonais anti-CD20 podem ser seguramente marcados com alta atividade de iodo-131 usando o método de Cloramina-T. O uso de cromatografia em camada delgada (ITLC-SG) na avaliação de pureza radioquímica mostrou-se apropriado, eficiente, prático, além de simples e rápido. O método de purificação utilizado demonstrou-se eficiente para a separação do anticorpo marcado do iodo livre. A abordagem inédita apresentada neste estudo, no sentido de viabilizar transporte e comercialização do produto marcado, referiu-se ao estudo de estabilidade do Acm marcado. A distribuição biológica do anticorpo demonstrou-se compatível com a distribuição do anticorpo íntegro indicando ótima estabilidade relativa in vivo. Os resultados deste estudo confirmam a potencialidade do anticorpo para a radioimunoterapia de linfomas do tipo não-Hodgkin.

    Palavras-Chave: lymphomas; hodgkins disease; labelling; iodine 131; monoclonal antibodies; radioimmunotherapy; chloramines; chromatography

  • IPEN-DOC 11687

    PINHEIRO, KETLIN V.; HUNGRIA, VANIA T.M.; FICKER, ELISABETH S.; VALDUGA, CLAUDETE J.; MESQUITA, CARLOS H. de ; MARANHAO, RAUL C.. Plasma kinetics of a cholesterol-rick microemulsion (LDE), in patients with Hodgkins and non-holdkin´s lymphoma and a preliminary study on the toxicity of etoposite associated with LDE. Cancer Chemotherapy and Pharmacology, v. 57, n. 5, p. p. 624-630, 2006.

    Palavras-Chave: cholesterol; lymphomas; therapy; drugs; targets; lipids; emulsions; particles; nanostructures

  • IPEN-DOC 15121

    DIAS, CARLA R.; OSSO JUNIOR, JOAO A. . Radiolabeling of anti-CD20 with Re-188 treatment of non-hodgkin's lymphoma: radiochemical control. In: INTERNATIONAL NUCLEAR ATLANTIC CONFERENCE; MEETING ON NUCLEAR APPLICATIONS, 9th; MEETING ON REACTOR PHYSICS AND THERMAL HYDRAULICS, 16th; MEETING ON NUCLEAR INDUSTRY, 1st, September 27 - October 2, 2009, Rio de Janeiro, RJ. Proceedings... Sao Paulo: ABEN, 2009, 2009.

    Palavras-Chave: antibodies; impurities; labelling; lymphomas; quality control; radiochemistry; radioimmunotherapy; radiopharmaceuticals; rhenium 188; silica gel; thin-layer chromatography

  • IPEN-DOC 17843

    DIAS, CARLA R.; JEGER, SIMONE; OSSO JUNIOR, JOAO A.; MULLER, CRISTINA; PASQUALE, CHRISTINE de; HOHN, ALEXANDER; WAIBEL, ROBERT; SCHIBLI, ROGER. Radiolabeling of rituximab with sup(188)Re and sup(99m)Tc using the tricarbonyl technology. Nuclear Medicine and Biology, v. 38, n. 1, p. 19-28, 2011.

    Palavras-Chave: labelled compounds; labelling; rhenium 188; technetium 99; radioimmunotherapy; lymphomas; antibodies

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.

O Repositório Digital do IPEN é um equipamento institucional de acesso aberto, criado com o objetivo de reunir, preservar, disponibilizar e conferir maior visibilidade à Produção Científica publicada pelo Instituto, desde sua criação em 1956.

Operando, inicialmente como uma base de dados referencial o Repositório foi disponibilizado na atual plataforma, em junho de 2015. No Repositório está disponível o acesso ao conteúdo digital de artigos de periódicos, eventos, nacionais e internacionais, livros, capítulos, dissertações, teses e relatórios técnicos.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.