Navegação por assunto "immune reactions"

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 10738

    GALISTEO JUNIOR, A.J.; HIRAMOTO, R.M.; CARMO, C.V.; ALVES, J.B.; ANDRADE JUNIOR, H.F. . 255Gy irradiated techyzoites of toxoplasma gondii induce intestinal imune response in C57BL/6J mice immunized by oral route. In: INTERNATIONAL NUCLEAR ATLANTIC CONFERENCE; ENCONTRO NACIONAL DE APLICACOES NUCLEARES, 7th, ago. 28 - set. 2, 2005, Santos, SP. Anais... Sao Paulo: ABEN, 2005, 2005.

    Palavras-Chave: cobalt 60; dose-response relationships; enzyme immunoassay; immune reactions; immunoglobulins; intestines; irradiation; mice; oocytes; protozoa; radiation doses

  • IPEN-DOC 26413

    COELHO, GUILHERME R.; PREZOTTO NETO, PEDRO ; BARBOSA, FERNANDA C.; SANTOS, RAFAEL S. dos; BRIGATTE, PATRICIA; SPENCER, PATRICK J. ; SAMPAIO, SANDRA C.; D’AMELIO, FERNANDA; PIMENTA, DANIEL C.; SCIANI, JULIANA M.. Biochemical and biological characterization of the Hypanus americanus mucus: a perspective on stingray immunity and toxins. Fish and Shellfish Immunology, v. 93, p. 832-840, 2019. DOI: 10.1016/j.fsi.2019.08.049

    Abstract: Stingrays skin secretions are largely studied due to the human envenoming medical relevance of the sting puncture that evolves to inflammatory events, including necrosis. Such toxic effects can be correlated to the biochemical composition of the sting mucus, according to the literature. Fish skin plays important biological roles, such as the control of the osmotic pressure gradient, protection against mechanical forces and microorganism infections. The mucus, on the other hand, is a rich and complex fluid, acting on swimming, nutrition and the innate immune system. The elasmobranch's epidermis is a tissue composed mainly by mucus secretory cells, and marine stingrays have already been described to present secretory glands spread throughout the body. Little is known about the biochemical composition of the stingray mucus, but recent studies have corroborated the importance of mucus in the envenomation process. Aiming to assess the mucus composition, a new noninvasive mucus collection method was developed that focused on peptides and proteins, and biological assays were performed to analyze the toxic and immune activities of the Hypanus americanus mucus. Pathophysiological characterization showed the presence of peptidases on the mucus, as well as the induction of edema and leukocyte recruitment in mice. The fractionated mucus improved phagocytosis on macrophages and showed antimicrobial activity against T. rubrumç. neoformans and C. albicans in vitro. The proteomic analyses showed the presence of immune-related proteins like actin, histones, hemoglobin, and ribosomal proteins. This protein pattern is similar to those reported for other fish mucus and stingray venoms. This is the first report depicting the Hypanus stingray mucus composition, highlighting its biochemical composition and importance for the stingray immune system and the possible role on the envenomation process.

    Palavras-Chave: fishes; skin; secretion; animal tissues; hazardous materials; venoms; proteins; biochemistry; antimicrobial agents; biological materials; immune reactions; immunity

  • IEA-INF-16

    ASSIS, L.M. ; NICOLAU, W. ; PIERONI, R.R. ; CINTRA, A.B.U.. Conceito corrente de imunopatologia nas doencas endocrinas. 1969. p.

    Palavras-Chave: endocrine diseases; immune reactions

  • IPEN-DOC 26445

    LEMOS, F.S.; PEREIRA, J.X.; CARVALHO, V.F.; BERNARDES, E.S. ; CHAMMAS, R.; PEREIRA, T.M.; CARVALHO, R.S.; LUISETTO, R.; EL-CHEIKH, M.C.; CALIL-ELIAS, S.; OLIVEIRA, F.L.. Galectin-3 orchestrates the histology of mesentery and protects liver during lupus-like syndrome induced by pristane. Scientific Reports, v. 9, 2019. DOI: 10.1038/s41598-019-50564-8

    Abstract: Galectin-3 (Gal-3) controls intercellular and cell-extracellular matrix interactions during immunological responses. In chronic inflammation, Gal-3 is associated with fibrotic events, regulates B cell differentiation and delays lupus progression. Gal-3 deficient mice (Lgals3−/−) have intense germinal center formation and atypical plasma cell generation correlated to high levels IgG, IgE, and IgA. Here, we used pristane (2,6,10,14-tetramethylpentadecane) to induce lupus-like syndrome in Lgals3−/− and Lgals3+/+ BALB/c mice. Mesentery and peritoneal cells were monitored because promptly react to pristane injected in the peritoneal cavity. For the first time, mesenteric tissues have been associated to the pathogenesis of experimental lupus-like syndrome. In Lgals3+/+ pristane-induced mice, mesentery was hallmarked by intense fibrogranulomatous reaction restricted to submesothelial regions and organized niches containing macrophages and B lymphocytes and plasma cells. In contrast, Lgals3−/− pristane-treated mice had diffuse mesenteric fibrosis affecting submesothelium and peripheral tissues, atypical M1/M2 macrophage polarization and significant DLL1+ cells expansion, suggesting possible involvement of Notch/Delta pathways in the disease. Early inflammatory reaction to pristane was characterized by significant disturbances on monocyte recruitment, macrophage differentiation and dendritic cell (DC) responses in the peritoneal cavity of pristane-induced Lgals3−/− mice. A correlative analysis showed that mesenteric damages in the absence of Gal-3 were directly associated with severe portal inflammation and hepatitis. In conclusion, it has suggested that Gal-3 orchestrates histological organization in the mesentery and prevents lupoid hepatitis in experimental lupus-like syndrome by controlling macrophage polarization, Notch signaling pathways and DC differentiation in mesenteric structures.

    Palavras-Chave: proteins; lectins; immunology; cytochemistry; biochemical reaction kinetics; blood cells; hematologic agents; immune reactions

  • IPEN-DOC 25082

    COSTA, ANDREA da; ZORGI, NAHIARA E.; NASCIMENTO, NANCI do ; GALISTEO JUNIOR, ANDRES J.; ANDRADE JUNIOR, HEITOR F. de. Gamma irradiation of Toxoplasma gondii protein extract improve immune response and protection in mice models. Biomedicine & Pharmacotherapy, v. 106, p. 599-604, 2018. DOI: 10.1016/j.biopha.2018.06.155

    Abstract: Gamma radiation induces protein changes that enhance immunogenicity for venoms, used in antivenin production. Coccidian parasites exposed to gamma radiation elicit immune response with protection in mice and man, but without studies on the effect of gamma radiation in soluble acellular extracts or isolated proteins. Toxoplasmosis is a highly prevalent coccidian disease with only one vaccine for veterinary use but with remaining tissue cysts. Total parasite extracts or recombinant proteins used as immunogen induce usually low protection. Here, we study gamma radiation effect on T. gondii extracts proteins (STAG) and its induced immunity in experimental mice models. By SDS-PAGE, protein degradation is seen at high radiation doses, but at ideal dose (1500 Gy), there are preservation of the antigenicity and immunogenicity, detected by specific antibody recognition or production after mice immunization. Immunization with STAG irradiated at 1500 Gy induced significant protection in mice immunized and challenged with distinct T. gondii strains. In their blood, higher levels of specific CD19+, CD3+CD4+ and CD3+CD8+ activated cells were found when compared to mice immunized with STAG. Irradiated T. gondii tachyzoites extracts induce immune response and protection in mice in addition, could be a feasible alternative for Toxoplasma vaccine.

    Palavras-Chave: gamma radiation; parasites; immunity; vaccines; proteins; glycoproteins; immune reactions; mice

  • IPEN-DOC 21030

    THOMAZI, GABRIELA O.C. ; ALVES, GLAUCIE J. ; AIRES, RAQUEL da S. ; TURBIO, THOMPSON de O.; ROCHA, ANDRE M. ; SEIBERT, CARLA S.; SPENCER, PATRICK J. ; NASCIMENTO, NANCI do . Humoral immune response against native or sup(60)Co irradiated venm and mucus from stingray Paratrygon aiereba. In: INTERNATIONAL NUCLEAR ATLANTIC CONFERENCE; MEETING ON NUCLEAR APPLICATIONS, 12th; MEETING ON REACTOR PHYSICS AND THERMAL HYDRAULICS, 19th; MEETING ON NUCLEAR INDUSTRY, 4th, October 4-9, 2015, São Paulo, SP. Proceedings... 2015.

    Palavras-Chave: immune serums; immune reactions; comparative evaluations; venoms; biological materials; fishes; cobalt 60; in vivo

  • IPEN-DOC 11954

    GALISTEO JUNIOR, ANDRES J.; ZORGI, NAHIARA E.; ALVES, JANAINA B.; HIRAMOTO, ROBERTO M.; NASCIMENTO, NANCI do ; ANDRADE JUNIOR, HEITOR F. de . Humoral immune response of C57Bl/6j and BALB/c mice immunized with irradiated techyzoites of Toxoplasma gondii RH strain and oral challenge with Me-49 strain. In: INTERNATIONAL NUCLEAR ATLANTIC CONFERENCE; MEETING ON NUCLEAR APPLICATIONS, 8th/ MEETING ON REACTOR PHYSICS AND THERMAL HYDRAULICS, 15th, Sept. 30 - Oct. 5, 2007, Santos, SP. Proceedings... Sao Paulo: ABEN, 2007, 2007.

    Palavras-Chave: cobalt 60; dose-response relationships; enzyme immunoassay; experimental data; gamma radiation; immune reactions; immunoglobulins; infectious diseases; intestines; mice; protozoa; radiation doses; time dependence

  • IPEN-DOC 11620

    BAPTISTA, J.A.; SPENCER, P.J. ; OLIVEIRA, J.E. ; CESARE, M.S.; NASCIMENTO, N. . Immune response against irradiated with sup(60)Co gamma-rays. Journal of Radioanalytical and Nuclear Chemistry, v. 269, n. 3, p. 565-569, 2006.

    Palavras-Chave: antigens; cobalt 60; gamma radiation; immune reactions; irradiation; proteins; toxic materials

  • IPEN-DOC 10726

    SZAROTA, R.M.; ANDRADE JUNIOR, H.F. ; BAPTISTA, J.A.; DIAS, V.L.; GIMENES, A.P.; MARTINS, A.R.S.; NASCIMENTO, N. ; PASSOS, L.A.C.. Influence of ionizing radiation on trypanosoma cruzi. In: INTERNATIONAL NUCLEAR ATLANTIC CONFERENCE; ENCONTRO NACIONAL DE APLICACOES NUCLEARES, 7th, ago. 28 - set. 2, 2005, Santos, SP. Anais... Sao Paulo: ABEN, 2005, 2005.

    Palavras-Chave: biological radiation effects; cobalt 60; enzyme immunoassay; gamma radiation; immune reactions; mice; trypanosoma; trypanosomiasis

  • IPEN-DOC 11300

    SZAROTA, ROSA M. . Influencia da radiacao ionizante sobre o Trypanosoma cruzi. 2006. Dissertacao (Mestrado) - Instituto de Pesquisas Energeticas e Nucleares - IPEN/CNEN-SP, Sao Paulo. p. Orientador: Nanci do Nascimento. DOI: 10.11606/D.85.2006.tde-15052012-112111

    Abstract: A Doença de Chagas é um dos maiores problemas de saúde pública na América do Sul causando um elevado prejuízo à população. A despeito dos inúmeros esforços para o seu controle, a doença não tem cura e apresenta problemas científicos ainda não esclarecidos. Considerando-se que vários pesquisadores têm usado a radiação ionizante para modificar protozoários ou propriedades imunológicas de biomoléculas, neste trabalho foram estudados aspectos da resposta imunológica induzida em camundongos, resistentes e suscetíveis ao T. cruzi, utilizando formas irradiadas deste parasita. Doses baixas de radiação preservaram a capacidade reprodutiva e de invasão celular. Animais resistentes e suscetíveis, imunizados com os parasitas tratados por radiação, produziram anticorpos específicos. Após o desafio, os animais apresentaram baixa parasitemia, com exceção dos grupos imunizados com parasitas que receberam apenas altas doses de radiação. A seleção de formas tripomastigotas foi obtida irradiando-se os parasitas com baixas doses, o que promoveu aprimoramento da qualidade da resposta imune, a exemplo do que se observa quando da utilização de complemento. Estes dados evidenciam a importância da seleção das formas tripomastigotas para a imunização contra o T. cruzi e apontam a radiação ionizante como alternativa para este fim, uma vez que quando a seleção é feita utilizando-se complemento, depara-se com a dificuldade de sua remoção, colocando em risco o processo de imunização por introduzir substancias estranhas ao organismo.

    Palavras-Chave: biological radiation effects; cobalt 60; dose-response relationships; enzyme immunoassay; experimental data; gamma radiation; immune reactions; mice; radiation doses; trypanosoma; trypanosomiasis

  • IEA-PUB-362

    PINTO, H.; WAJCHENBERG, B.L.; HIGA, O.Z. ; SOUZA, I.T.T.; WERNER, R.S.; PIERONI, R.R. . Preparation of highquality iodine-125-labelled pituitary luteinizing hormone for radioimmunoassay. 1974. 18 p.

    Palavras-Chave: chemical preparation; electrophoresis; immune reactions; iodine 125; luteinizing hormone; pituitary hormones; radioimmunoassay; tracer techniques

  • IPEN-DOC 01079

    BARTOLINI, P. ; SCHWARZ, I. ; ASSIS, L.M.; PIERONI, R.R. . Setting up of a polyacrylamide gel electrophoresis (PAGE) technique for the qualitative and quantitative determination of antibodies anti-human growth hormone (HGH) in patients serum, for immunogenicity evaluation of HGH extracts used in the therapy of hypopituitary dwarfism. In: 12th CONGRESSO BRASILEIRO DE ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA, 21-26 nov, 1976, Salvador, BA, Brasil. Abstract... 1976.

    Observação: arquivo não disponível no Repositório

    Palavras-Chave: antibodies; electrophoresis; immune reactions; iodine 125; sth

  • IPEN-DOC 18911

    ROSSI, DIEGO C.; MUNOZ, JULIAN E.; CARVALHO, DANIELLE D.; BELMONTE, RODRIGO; FAINTUCH, BLUMA ; BORELLI, PRIMAVERA; MIRANDA, ANTONIO; TABORDA, CARLOS P.; DAFFRE, SIRLEI. Therapeutic use of a cationic antimicrobial peptide from the spider Acanthoscurria gomesiana in the control of experimental candidiasis. BMC Microbiology, v. 12, n. artigo 28, p. 1-9, 2012.

    Palavras-Chave: antimicrobial agents; peptides; immune reactions; spiders; bacteria; candida

  • IPEN-DOC 23932

    ROSSI, DIEGO C.; MUNOZ, JULIAN E.; CARVALHO, DANIELLE D.; BELMONTE, RODRIGO; FAINTUCH, BLUMA ; BORELLI, PRIMAVERA; MIRANDA, ANTONIO; TABORDA, CARLOS P.; DAFFRE, SIRLEI. Therapeutic use of a cationic antimicrobial peptide from the spider Acanthoscurria gomesiana in the control of experimental candidiasis. BMC Microbiology, v. 12, 2012. DOI: 10.1186/1471-2180-12-28

    Abstract: Background: Antimicrobial peptides are present in animals, plants and microorganisms and play a fundamental role in the innate immune response. Gomesin is a cationic antimicrobial peptide purified from haemocytes of the spider Acanthoscurria gomesiana. It has a broad-spectrum of activity against bacteria, fungi, protozoa and tumour cells. Candida albicans is a commensal yeast that is part of the human microbiota. However, in immunocompromised patients, this fungus may cause skin, mucosal or systemic infections. The typical treatment for this mycosis comprises three major categories of antifungal drugs: polyenes, azoles and echinocandins; however cases of resistance to these drugs are frequently reported. With the emergence of microorganisms that are resistant to conventional antibiotics, the development of alternative treatments for candidiasis is important. In this study, we evaluate the efficacy of gomesin treatment on disseminated and vaginal candidiasis as well as its toxicity and biodistribution. Results: Treatment with gomesin effectively reduced Candida albicans in the kidneys, spleen, liver and vagina of infected mice. The biodistribution of gomesin labelled with technetium-99 m showed that the peptide is captured in the kidneys, spleen and liver. Enhanced production of TNF-a, IFN-g and IL-6 was detected in infected mice treated with gomesin, suggesting an immunomodulatory activity. Moreover, immunosuppressed and C. albicansinfected mice showed an increase in survival after treatment with gomesin and fluconazole. Systemic administration of gomesin was also not toxic to the mice Conclusions: Gomesin proved to be effective against experimental Candida albicans infection. It can be used as an alternative therapy for candidiasis, either alone or in combination with fluconazole. Gomesin’s mechanism is not fully understood, but we hypothesise that the peptide acts through the permeabilisation of the yeast membrane leading to death and/or releasing the yeast antigens that trigger the host immune response against infection. Therefore, data presented in this study reinforces the potential of gomesin as a therapeutic antifungal agent in both humans and animals.

    Palavras-Chave: antimicrobial agents; peptides; immune reactions; spiders; bacteria; candida; toxicity; therapeutic uses; in vitro; in vivo

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.

O Repositório Digital do IPEN é um equipamento institucional de acesso aberto, criado com o objetivo de reunir, preservar, disponibilizar e conferir maior visibilidade à Produção Científica publicada pelo Instituto, desde sua criação em 1956.

Operando, inicialmente como uma base de dados referencial o Repositório foi disponibilizado na atual plataforma, em junho de 2015. No Repositório está disponível o acesso ao conteúdo digital de artigos de periódicos, eventos, nacionais e internacionais, livros, capítulos, dissertações, teses e relatórios técnicos.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.