Navegação por assunto "growth factors"

Classificar por: Ordenar: Resultados:

  • IPEN-DOC 16437

    RODAS, ANDREA C.D.; NOGUEIRA, GRINIA M.; BEPPU, MARISA M.; POLAKIEWICK, BRONISLAW; MAIZATO, MARINA J.S.; LEIRNER, ADOLFO A.; PITOMBO, RONALDO N.M.; HIGA, OLGA Z. . Adherence and growth of endothelial cells on silk fibroin dense membranes. In: WORLD BIOMATERIALS CONGRESS, 8th, May 28 - June 1, 2008, Amsterdam, Netherlands. Abstract... 2008.

    Palavras-Chave: endothelium; growth factors; silkworm; membranes; sterilization; cardiovascular system; coatings; manufacturing

  • IPEN-DOC 13731

    CHOUDHURI, JOMUNA V.; MATHOR, MONICA B. ; SILVA, FLAVIA H.; HAN, SANG W.. Autonomous growth of BALB/MK heratinocytes transfected with a retroviral vector carrying the human epidermal growth factor gene. Genetics and Molecular Biology, v. 31, n. 4, p. 824-828, 2008.

    Palavras-Chave: epidermis; biological regeneration; growth factors; genetics; salivary glands; promoters; skin; grafts

  • IPEN-DOC 27273

    GASPAR, LEA R. . Avaliação dos perfis clínico, epidemiológico e imunológico da Leishmaniose Visceral em pacientes e cães sorotipos no município de Ipatinga - MG / Evaluation of the clinical, epidemiological and immunological profiles of Visceral Leishmaniasis in seropositive patients and dogs in the city of Ipatinga - MG . 2020. Tese (Doutorado em Tecnologia Nuclear) - Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, São Paulo. 131 p. Orientador: Olga Zazuco Higa. DOI: 10.11606/T.85.2020.tde-17092020-093904

    Abstract: Esta pesquisa propõe estudar as leishmanioses visceral (LV) e tegumentar (LT), em Ipatinga, município do leste mineiro, endêmico para a doença, analisando o perfil epidemiológico, distribuição temporal espacial e a interferência dos fatores climáticos da doença, no período de 2011 a 2017. O trabalho também visa correlacionar a evolução clínica e imunológica da leishmaniose humana visceral (LHV) entre os anos 2015 a 2017, por consulta a prontuários hospitalares e pela dosagem das citocinas: interleucina 6 (IL-6), interleucina 10 (IL-10), fator de necrose tumoral alfa (TNF-α), interferon gama (INF-ϒ) e fator de crescimento transformante beta (TGF-β). O trabalho mostrou que as leishmanioses visceral e tegumentar ocorreram em diferentes regiões geográficas, enquanto a menor intensidade de ventos e a baixa umidade foram relacionadas ao aumento de casos de LV no município. A presença de reservatórios infectados antecedendo a ocorrência de casos humanos foi demonstrada pela alta correlação entre a fração de cães infectados e os casos humanos no município. O comportamento clínico - imunológico da leishmaniose humana visceral evidenciou que crianças portadoras de LV de até 3 anos responderam imunologicamente à doença com maior produção de citocinas do que as demais idades de portadores da leishmaniose visceral, como mostraram os dados clínicos e laboratoriais.

    Palavras-Chave: microorganisms; parasites; infectious diseases; animal tissues; skin; clinical trials; patients; dogs; testing; radioimmunology; beta particles; gamma radiation; epidemiology; climates; effective range theory; lymphokines; growth factors; spatial distribution; time dependence; brazil

  • IPEN-DOC 18345

    HIGUTI, ELIZA; CECCHI, CLAUDIA R.; OLIVEIRA, NELIO A.J.; VIEIRA, DANIEL P.; JENSEN, THOMAS G.; JORGE, ALEXANDER A.L.; BARTOLINI, PAOLO ; PERONI, CIBELE N. . Growth responses following a single intra-muscular hGH plasmid administration compared to daily injections of hGH in dwarf mice. Current Gene Therapy, v. 12, p. 437-443, 2012.

    Palavras-Chave: gene therapy; plasmids; sth; immunotherapy; mice; growth factors; dna; insulin; intramuscular injection

  • IPEN-DOC 20298

    BRAGA, MARINA de S. ; PAIVA, KATIUCIA B. da; FOGUER, KAREN ; CHAVES, KAREN C.B. ; LIMA, LARISSA de S.; SCAVONE, CRISTOFORO; BELLINI, MARIA H. . Involvent of the NF-kB/p50/Bcl-3 complex in response to antiangiogenic therapy in a mouse model of metastatic renal cell carcinoma. Biomedicine and Pharmacotherapy, v. 68, p. 873-879, 2014.

    Palavras-Chave: kidneys; carcinomas; endothelium; growth factors; gene therapy; metastases; biological models; biological indicators; rats

  • IPEN-DOC 13233

    FAINTUCH, B.L. ; MURAMOTO, E.; MORGANTI, L. ; CHURA-CHAMBI, R.M.; NASCIMENTO, N. ; GARAYOA, E.G.; BLAUENSTEIN, P.; SCHUBIGER, P.A.. Modified bombesein analogue with technetium tricarbonyul precursor as prostatic radiodiagnostic agent. In: INTERNATIONAL SYMPOSIUM TRENDS IN RADIOPHARMACEUTICALS, 14-18 November, 2005, Vienna. Proceedings... Vienna: International Atomic Energy Agency, 2007, 2005. p. 375-381.

    Palavras-Chave: blood; carbonyls; carcinomas; ethanol; gastrin; growth factors; high-performance liquid chromatography; injection; labelling; large intestine; mammary glands; methionine; mice; pancreas; prostate; radiopharmaceuticals; receptors; synthesis; technetium 99; uptake

  • IPEN-DOC 11409

    UEDA, ERIC; OZERDEM, UGUR; CHEN, YEN-HAO; YAO, MIN; HUANG, KUANG T.; SUN, HUIQIN; GREEN, MANUELA, M.; BARTOLINI, PAOLO ; WALKER, A.M.. A molecular mimic demonstrates that phosphorylated human prolactin is a potent anti-angiogenic hormone. Endocrine-Related Cancer, v. 13, n. 1, p. 95-111, 2006.

    Palavras-Chave: lth; phosphorylation; pituitary hormones; neoplasms; apoptosis; growth factors; promoters

  • IPEN-DOC 05558

    DI MARCO, E.; MATHOR, M.B. ; BONDANZA, S.; CUTULI, N.; MARCHISIO, P.C.; CANCEDDA, R.; DE LUCA, M.. Nerve growth factor binds to normal human keratinocytes through high and low affinity receptors and stimulates their growth by a novel autocrine loop. Journal of Biological Chemistry, v. 268, n. 30, p. 22838-22846, 1993.

    Palavras-Chave: nerves; growth factors; keratin; cytology; receptors; affinity

  • IPEN-DOC 21898

    LIMA FILHA, ELIANA R. . Otimização de parâmetros de transferência in vivo do gene do hormônio de crescimento visando a correção fenotípica de camundongos anões / Optimization of in vivo transfer parameters of the growth hormone gene aiming at the phenotypic correction of dwarf mice . 2016. Dissertação (Mestrado em Tecnologia Nuclear) - Instituto de Pesquisas Energeticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, São Paulo. 73 p. Orientador: Cibele Nunes Peroni. DOI: 10.11606/D.85.2016.tde-29072016-145236

    Abstract: A deficiência de hormônio de crescimento (DGH) é tratada convencionalmente com repetidas injeções do hormônio recombinante. Este trabalho teve como objetivo estabelecer uma alternativa de tratamento baseada na transferência dos genes do hormônio de crescimento humano (hGH) ou de camundongo (mGH), em camundongos anões lit/lit ou lit/scid, mediante administração de DNA plasmidial associada à eletrotransferência, com a finalidade de atingir a máxima recuperação de crescimento em comparação ao camundongo normal (catch-up growth). Inicialmente foi realizada a administração do plasmídeo contendo o gene do mGH no músculo quadríceps exposto ou tibial anterior (TA) não exposto. Utilizando diferentes condições de eletrotransferência, baseadas em pulsos alternados de baixa (100 V/cm) e alta (1000 V/cm) voltagem (HV/LV, HV/8LV) ou em pulsos seguidos de baixa voltagem (8 pulsos de 150 V/cm), o músculo TA na condição HV/LV apresentou os maiores níveis de expressão de mGH: 6,7 ± 2,5 ng/mL. O tempo de exposição e a quantidade da enzima hialuronidase (HI) necessária para a eletrotransferência foram também analisados. O tempo de 30 minutos e a dose de 20 U de HI proporcionaram os melhores resultados de expressão. Diferentes quantidades de DNA foram também testadas, mas a administração de 50 &mu;g DNA/animal foi confirmada como a melhor. Na padronização do volume de solução do plasmídeo administrado no TA, foi observado que a injeção de 20 &mu;L de DNA apresentou expressão significativamente maior da proteína em comparação a de 10 &mu;L. Buscando uma maior expressão de GH, foi realizado experimento adicionando poli-L-glutamato ao diluente do DNA, comparando também diferentes condições de eletrotransferência (HV/LV e 375 V/cm). A condição de 375 V/cm, sem a adição do polímero, proporcionou as maiores concentrações, tanto de hGH como de mGH, no soro de camundongos lit/scid e lit/lit, respectivamente. Quando utilizados 3 pulsos de 375 V/cm e a administração do plasmídeo com o gene do mGH em dois locais de cada músculo TA, foram obtidos os mais altos níveis de expressão atingindo 14,7 ± 3,7 ng mGH/mL. Estes foram os parâmetros utilizados em um bioensaio, no qual foi também determinada a medida do comprimento inicial e final do fêmur por radiografia. Neste bioensaio de 36 dias, a curva de crescimento dos camundongos lit/lit tratados foi similar a de camundongos heterozigotos não tratados e os níveis de mGH do grupo DNA foram significativamente maiores (P<0,0002) em relação ao grupo controle. Os camundongos tratados também apresentarem concentração de mIGF-I no soro superior a do grupo controle. Considerando os parâmetros de crescimento avaliados, o grupo tratado com DNA apresentou percentuais de incremento altamente significativos em relação ao grupo controle, com P<0,001 para o peso corpóreo e P<0,002 para o comprimento do corpo, da cauda e para ambos os fêmures, com valores de catch-up da ordem de 79% para o comprimento dos fêmures. Podemos concluir que foi estabelecida uma metodologia eficiente de transferência gênica não viral, que poderá levar a uma completa normalização de crescimento de camundongos anões mediante utilização de animais mais jovens, como mencionado na literatura e em trabalho recente do nosso grupo.

    Palavras-Chave: biological repair; in vivo; mice; somatostatin; hormones; gene therapy; immunotherapy; gene amplification; gene recombination; growth factors; dna repair; dna damages; electromagnetic interactions; bioassay; comparative evaluations

  • IPEN-DOC 22017

    SILVA, NATAN V. da . Produção e estudo de atividade antiangiogênica de proteínas de fusão endostatina-domínio BH3 das proteínas pró-apoptóticas PUMA e BIM / Production and study of the antiangiogenic activity of the fusion proteins endostatin-BH3 domain of the pro-apoptotic proteins PUMA and BIM . 2015. Dissertação (Mestrado em Tecnologia Nuclear) - Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, São Paulo. 38 p. Orientador: Ligia Ely Morganti Ferreira Dias. DOI: 10.11606/D.85.2016.tde-23032016-155417

    Abstract: A endostatina (ES) é uma proteína inibidora da angiogênese, com ação específica sobre células endoteliais em proliferação, utilizada para tratamento de tumores sólidos. No entanto, o elevado efeito antitumoral da ES observado em animais não é reproduzido em humanos. Com o intuito de potencializar a eficácia terapêutica da ES, produzimos duas proteínas híbridas com dois domínios funcionais. O primeiro domínio é a ES, que apresenta especificidade por células endoteliais ativadas, dirigindo estas proteínas de fusão às células endoteliais em proliferação, promovendo sua internalização e seu efeito inibitório. Como segundo domínio funcional utilizamos os domínios BH3 próapoptóticos de duas proteínas BH3-only com o objetivo de promover a liberação de citocromo C e desencadear o processo de apoptose, aumentando a ação antiangiogênica da ES. Neste trabalho, foram desenhadas duas proteínas de fusão que contêm o domínio BH3 das potentes proteínas pró apoptóticas PUMA e BIM (ES-PUMA e ES-BIM), que deveriam apresentar efeito antiangiogênico potencializado em relação à ES selvagem. A inserção dos fragmentos de DNA codificantes para os domínios BH3 de PUMA e BIM no vetor contendo o gene da ES (pET-ES) foram realizadas por mutagênese sítiodirigida. Estas proteínas de fusão recombinantes foram expressas como corpos de inclusão em E.coli, renaturadas utilizando processo que utiliza alta pressão e purificadas em resina de afinidade por heparina. O tratamento de células endoteliais com as proteínas ES-PUMA e ES-BIM não levou à queda de viabilidade em ensaio de MTS ou de apoptose avaliado por citometria de fluxo, em comparação com os resultados obtidos pelo tratamento com ES.

    Palavras-Chave: angiogenesis; blood vessels; carcinogenesis; growth factors; neoplasms; tumor cells; collagen; resins; polysaccharides; protein engineering; reticuloendothelial system; counting techniques; molecular biology; biotechnology; medical examinations; medical surveillance; diagnosis

  • IPEN-DOC 11467

    UEDA, ERIC K.M. . Prolactina humana pseudofosforilada (S179D-hPRL) é um potente fator anti-angiogênico in vitro e in vivo. 2006. Tese (Doutoramento) - Instituto de Pesquisas Energeticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP, Sao Paulo. p. Orientador: Paolo Bartolini. DOI: 10.11606/T.85.2006.tde-28052007-162443

    Abstract: S179D prolactina (hPRL) é uma mímica molecular da prolactina humana fosforilada. Demonstrou-se que a S179D-hPRL era anti angiogênica nos ensaios de angiogênese baseados na membrana corialantóica de galinha e na córnea de camundongos. Investigações posteriores realizadas empregando modelos in vitro demonstraram que o tratamento com S179D-hPRL diminuiu o número de células viáveis, reduziu a formação de túbulos em Matrigel e interferiu com a migração e invasão da matriz extracelular. A análise dos fatores de crescimento de células endoteliais humanas tratadas com S179D-hPRL revelou: uma diminuição na expressão ou liberação da PRL endógena, da heme-oxigenase-1, do fator de crescimento de fibroblasto básico (bFGF) e um aumento na expressão de dois inibidores teciduais de metaloproteases. A S179D-hPRL também bloqueou a sinalização provocada por bFGF nessas células. Nós concluímos que essa mímica molecular do hormônio pituitário fosforilado é uma potente proteína anti-angiogênica, em parte devido á sua habilidade de reduzir o estímulo autócrino de fatores de crescimento de células endoteliais de cordão umbilical humano (HUVEC), por sua capacidade de bloquear a sinalização promovida pelo bFGF e por sua habilidade de interferir na migração endotelial. Também foi estudada a influência da S179D-hPRL na apoptose em células endoteliais humanas, empregando caspase-8 como um marcador da via extrínseca, e a liberação de citocromo C como um marcador da via intrínseca. As duas cascatas convergem na ativação da caspase-3, que cliva a fator de fragmentação de DNA (DFF45). Uma incubação de três dias com 50 ng/mL de S179D-hPRL quadruplicou o número de células apoptóticas; esse efeito duplicou-se com uma concentração de 100 ng/mL e atingiu um ápice com 500 ng/mL. A clivagem de DFF45 e da pro-caspase-8 foi detectado com 100 ng/mL. Citocromo C, porém, só foi observado com concentrações de 500 ng/mL. O regulador de ciclo celular p21 (um marcador pró-apoptótico) elevou-se com 100 ng/mL, enquanto que um incremento do supressor tumoral p53 necessitou três vezes o tempo de incubação e 500 ng/mL. A atividade do promotor de p21 foi máxima com 50 ng/mL do análogo de hPRL, enquanto que 500 ng/mL foram necessários para se visualizar uma alteração significativa na atividade do promotor de Bax (um indicador da atividade de p53). Como previamente demonstrado na literatura, S179D-hPRL bloqueou a fosforilação da quinase regulada extracelularmente (ERK) em resposta ao bFGF, mas também causou uma ativação tardia e prolongada da ERK. PD 98059 [inibidor específico da proteína quinase ativada por mitógeno (MAPkinase)] inibiu essa ativação tardia e sustentada assim como outros efeitos da S179D-hPRL, exceto aquele sobre a indução de p53 e ativação do promotor de Bax. Podemos concluir que baixas doses de S179D-hPRL bloqueiam a sinalização de ERK induzida por bFGF e concomitantemente ativam a ERK em um tempo diferente, resultando na elevação de p21 e ativando a via extrínseca de apoptose. Maiores tempos de incubação e concentração, entretanto, ativam a via intrínseca empregando uma cascata intracelular diferente. Esses achados sugerem que níveis circulantes de PRL fosforilada podem inibir a progressão do câncer e, portanto, S179D-hPRL poderia ser um agente anti-angiogênico útil na terapêutica.

    Palavras-Chave: lth; phosphorylation; peptide hormones; cell proliferation; neoplasms; cell differentiation; polypeptides; endothelium; apoptosis; growth factors; receptors; antigens; in vitro; in vivo; proteins

  • IPEN-DOC 11785

    UEDA, ERIC K.M.; LO, HSIN-LUNG; BARTOLINI, PAOLO ; WALKER, AMEAE M.. S179D prolactin primary uses the extrinsic pathway and nitogen-activated protein kinase signaling to induce apoptosis in human endothelial cells. Endocrinology, v. 143, n. 10, p. 4627-4637, 2006.

    Palavras-Chave: lth; phosphorylation; growth factors; tumor cells; prostate; promoters; apoptosis; endothelium; fibroblasts

  • IPEN-DOC 18889

    SECCO, MARIANE; BUENO JUNIOR, CARLOS; VIEIRA, NATASSIA M.; ALMEIDA, CAMILA; PELATTI, MAYRA; ZUCCONI, EDER; BARTOLINI, PAOLO ; VAINZOF, MARIZ; MIYABARA, ELEN H.; OKAMOTO, OSWALDO K.; ZATZ, MAYANA. Systemic delivery of human mesenchymal stromal cells combined with IGF-1 enhances muscle functional recovery in LAMA2sup(dy/2j) dystrophic mice. Stem Cell Reviews and Reports, v. 9, n. 1, p. 93-109, 2013.

    Palavras-Chave: muscles; pathological changes; atrophy; insulin; growth factors; stem cells; mice

  • IPEN-DOC 16558

    TANIKAWA, DANIELA Y.S.; ALONSO, N.; HERSON, MARISA R.; MATHOR, MONICA B. ; CALDINI, ELIA G.; LOURENCO, SILVIA V.; FERREIRA, MARCUS C.. Ultrastructural evaluation of human keratinocyte growth and differentiation on a fibrin substrate. Acta Cirúrgica Brasileira, v. 25, n. 6, p. 541-548, 2010.

    Palavras-Chave: keratin; man; growth factors; fibrin; animal tissues; adhesives; immunology; electron microscopy; optical microscopy

  • IPEN-DOC 19229

    BRAGA, MARINA S.; TURAÇA, THIAGO L.; FOGUER, KAREN; CHAVES, KAREN C.B.; PESQUERO, JOÃO B.; CHAMMAS, ROGER; SCHOR, NESTOR; BELLINI, MARIA H. . Vascular endothelial growth factor as a biomarker for endostatin gene therapy. Biomedicine and Pharmacotherapy, v. 67, n. 6, p. 511-515, 2013.

    Palavras-Chave: kidneys; carcinomas; endothelium; growth factors; gene therapy; metastases; biological models; biological indicators

  • IPEN-DOC 09758

    KAMAMOTO, F.; PAGGIARO, A.O.; RODAS, A.; HERSON, M.R.; MATHOR, M.B. ; FERREIRA, M.C.. A wound contraction experimental model for studying keloids and wound-healing modulators. Artificial Organs, v. 27, n. 8, p. 701-705, 2003.

    Palavras-Chave: wounds; skin; healing; animal tissues; fibroblasts; cell cultures; collagen; growth factors

A pesquisa no RD utiliza os recursos de busca da maioria das bases de dados. No entanto algumas dicas podem auxiliar para obter um resultado mais pertinente.

É possível efetuar a busca de um autor ou um termo em todo o RD, por meio do Buscar no Repositório , isto é, o termo solicitado será localizado em qualquer campo do RD. No entanto esse tipo de pesquisa não é recomendada a não ser que se deseje um resultado amplo e generalizado.

A pesquisa apresentará melhor resultado selecionando um dos filtros disponíveis em Navegar

Os filtros disponíveis em Navegar tais como: Coleções, Ano de publicação, Títulos, Assuntos, Autores, Revista, Tipo de publicação são autoexplicativos. O filtro, Autores IPEN apresenta uma relação com os autores vinculados ao IPEN; o ID Autor IPEN diz respeito ao número único de identificação de cada autor constante no RD e sob o qual estão agrupados todos os seus trabalhos independente das variáveis do seu nome; Tipo de acesso diz respeito à acessibilidade do documento, isto é , sujeito as leis de direitos autorais, ID RT apresenta a relação dos relatórios técnicos, restritos para consulta das comunidades indicadas.

A opção Busca avançada utiliza os conectores da lógica boleana, é o melhor recurso para combinar chaves de busca e obter documentos relevantes à sua pesquisa, utilize os filtros apresentados na caixa de seleção para refinar o resultado de busca. Pode-se adicionar vários filtros a uma mesma busca.

Exemplo:

Buscar os artigos apresentados em um evento internacional de 2015, sobre loss of coolant, do autor Maprelian.

Autor: Maprelian

Título: loss of coolant

Tipo de publicação: Texto completo de evento

Ano de publicação: 2015

Para indexação dos documentos é utilizado o Thesaurus do INIS, especializado na área nuclear e utilizado em todos os países membros da International Atomic Energy Agency – IAEA , por esse motivo, utilize os termos de busca de assunto em inglês; isto não exclui a busca livre por palavras, apenas o resultado pode não ser tão relevante ou pertinente.

95% do RD apresenta o texto completo do documento com livre acesso, para aqueles que apresentam o significa que e o documento está sujeito as leis de direitos autorais, solicita-se nesses casos contatar a Biblioteca do IPEN, bibl@ipen.br .

Ao efetuar a busca por um autor o RD apresentará uma relação de todos os trabalhos depositados no RD. No lado direito da tela são apresentados os coautores com o número de trabalhos produzidos em conjunto bem como os assuntos abordados e os respectivos anos de publicação agrupados.

O RD disponibiliza um quadro estatístico de produtividade, onde é possível visualizar o número dos trabalhos agrupados por tipo de coleção, a medida que estão sendo depositados no RD.

Na página inicial nas referências são sinalizados todos os autores IPEN, ao clicar nesse símbolo será aberta uma nova página correspondente à aquele autor – trata-se da página do pesquisador.

Na página do pesquisador, é possível verificar, as variações do nome, a relação de todos os trabalhos com texto completo bem como um quadro resumo numérico; há links para o Currículo Lattes e o Google Acadêmico ( quando esse for informado).

ATENÇÃO!

ESTE TEXTO "AJUDA" ESTÁ SUJEITO A ATUALIZAÇÕES CONSTANTES, A MEDIDA QUE NOVAS FUNCIONALIDADES E RECURSOS DE BUSCA FOREM SENDO DESENVOLVIDOS PELAS EQUIPES DA BIBLIOTECA E DA INFORMÁTICA.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

1. Portaria IPEN-CNEN/SP nº 387, que estabeleceu os princípios que nortearam a criação do RDI, clique aqui.


2. A experiência do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN-CNEN/SP) na criação de um Repositório Digital Institucional – RDI, clique aqui.

O Repositório Digital do IPEN é um equipamento institucional de acesso aberto, criado com o objetivo de reunir, preservar, disponibilizar e conferir maior visibilidade à Produção Científica publicada pelo Instituto, desde sua criação em 1956.

Operando, inicialmente como uma base de dados referencial o Repositório foi disponibilizado na atual plataforma, em junho de 2015. No Repositório está disponível o acesso ao conteúdo digital de artigos de periódicos, eventos, nacionais e internacionais, livros, capítulos, dissertações, teses e relatórios técnicos.

A elaboração do projeto do RI do IPEN foi iniciado em novembro de 2013, colocado em operação interna em julho de 2014 e disponibilizado na Internet em junho de 2015. Utiliza o software livre Dspace, desenvolvido pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para descrição dos metadados adota o padrão Dublin Core. É compatível com o Protocolo de Arquivos Abertos (OAI) permitindo interoperabilidade com repositórios de âmbito nacional e internacional.

O gerenciamento do Repositório está a cargo da Biblioteca do IPEN. Constam neste RI, até o presente momento 20.950 itens que tanto podem ser artigos de periódicos ou de eventos nacionais e internacionais, dissertações e teses, livros, capítulo de livros e relatórios técnicos. Para participar do RI-IPEN é necessário que pelo menos um dos autores tenha vínculo acadêmico ou funcional com o Instituto. Nesta primeira etapa de funcionamento do RI, a coleta das publicações é realizada periodicamente pela equipe da Biblioteca do IPEN, extraindo os dados das bases internacionais tais como a Web of Science, Scopus, INIS, SciElo além de verificar o Currículo Lattes. O RI-IPEN apresenta também um aspecto inovador no seu funcionamento. Por meio de metadados específicos ele está vinculado ao sistema de gerenciamento das atividades do Plano Diretor anual do IPEN (SIGEPI). Com o objetivo de fornecer dados numéricos para a elaboração dos indicadores da Produção Cientifica Institucional, disponibiliza uma tabela estatística registrando em tempo real a inserção de novos itens. Foi criado um metadado que contém um número único para cada integrante da comunidade científica do IPEN. Esse metadado se transformou em um filtro que ao ser acionado apresenta todos os trabalhos de um determinado autor independente das variáveis na forma de citação do seu nome.